Terremoto causou deslocamento de 2,4 metros na posição do Japão

Além de alterar o eixo de rotação da Terra, o terremoto que atingiu o Japão na última sexta-feira foi tão violento que deslocou o país cerca de 2,4 metros

São Paulo — O terremoto de 9 graus que atingiu o Japão na última sexta-feira parece ter movido o país de lugar, além de alterar o eixo de rotação da Terra. A ilha de Honshu, a maior do arquipélago japonês, teve sua posição geográfica deslocada em 2,4 metros, enquanto o eixo do planeta moveu-se 10 centímetros.

Segundo informações da CNN, a mudança de posição foi estimada por uma das estações de GPS do Serviço Geológico Americano com base em mapas da Autoridade de Informações Geoespaciais do Japão. Já o deslocamento do eixo de rotação terrestre, de cerca de 10 centímetros, foi calculado pelo Instituto Nacional de Geofísica e Vulcanologia, da Itália.

Tremores e ondas

O maior terremoto da história do Japão foi causado por uma falha de 400 km de comprimento por 160 km de largura. As placas tectônicas da região próxima à costa do país se separaram mais de 18 metros. Os tremores foram seguidos por um tsunami, com ondas gigantes que chegaram a avançar até 10 km além da costa. Até agora, já foram achados mais de dois mil corpos, especialmente na província de Miyagi, a mais afetada.