SpaceX lança com sucesso primeiro satélite comercial

A companhia informou que o lançamento ocorreu depois de dois atrasos nos últimos dias por causa de falhas em seu foguete Falcon 9

Washington – A empresa privada americana SpaceX anunciou o lançamento bem sucedido na terça-feira de seu primeiro satélite comercial, projetado para fornecer serviços de telecomunicações para a China e outros países asiáticos.

A companhia informou que o lançamento ocorreu depois de dois atrasos nos últimos dias por causa de falhas em seu foguete Falcon 9.

Na terça-feira, o foguete foi lançado às 22h41 GMT (20h41 de Brasília) da base de Cabo Canaveral, na Flórida, informou a SpaceX em um comunicado.

Seu satélite de US$ 100 milhões foi posto em órbita 4 minutos depois.

“O Falcon 9 executou um voo perfeito, cumprindo 100% dos objetivos da missão”, destacou o comunicado.

A carga do foguete é um satélite de telecomunicações para a companhia SES, de Luxemburgo, que até agora vinha usando foguetes europeus Ariane ou russos Proton para lançar seus satélites.

“O reinício foi bom, o apogeu alcançou 80.000 km. Isso!!!”, comemorou o proprietário da SpaceX, Elon Musk, um empresário bilionário do setor da internet, logo após o lançamento.

O SES-8 é o primeiro lançamento da SpaceX para uma órbita de transferência geoestacionária – a 80.000 km da Terra – e a mais desafiadora missão até agora, acrescentou a empresa.

Espera-se que o satélite SES-8 ofereça serviços de televisão, TV a cabo e outros para países que incluem China, Índia e Vietnã.

A SpaceX está ansiosa para entrar no ramo de satélites comerciais, um negócio estimado em US$ 190 bilhões ao ano.

A companhia disse ter encomendas para cerca de 50 novos lançamentos, mais de 60% deles de clientes comerciais.

O lançamento de terça é o primeiro a usar uma versão aperfeiçoada do foguete Falcon 9, depois de um voo de testes na Califórnia.

Um atraso na quinta-feira foi atribuído a problemas técnicos inesperados com o sistema de combustível do foguete. Sua primeira tentativa de lançamento já tinha sido adiada na segunda-feira da semana passada.

O foguete Falcon 9 já tinha enviado com êxito cápsulas Dragon para a Estação Espacial Internacional, sob um contrato com a agência espacial americana, Nasa.

A cápsula Dragon leva carga para o espaço e traz de volta material de experimentos científicos.