Nave da Nasa entra na órbita de Mercúrio nesta semana

Nesta semana, a sonda Messenger entrará na órbita do menor planeta do Sistema Solar para estudá-lo e terminar o mapeamento iniciado com a Mariner 10 em 1974

São Paulo — Depois de dar mais de 12 voltas pelo Sistema Solar, a sonda Messenger está pronta para se inserir na órbita de Mercúrio na próxima quinta-feira, dia 17. Equipada com sete instrumentos científicos, a nave da Nasa, a agência espacial dos Estados Unidos, será a primeira a orbitar o menor planeta do Sistema Solar e o mais próximo do Sol.

Por causa dessa proximidade, a nave teve de ser projetada para resistir a temperaturas elevadas. A manobra de inserção posicionará a Messenger em uma órbita de 12 horas em Mercúrio, com uma altitude mínima de 200 quilômetros. No momento de inserção, a sonda estará a 46 milhões de quilômetros do Sol e a 155 milhões de quilômetros da Terra.

Lançada em agosto de 2004, a sonda robotizada de 485 quilos sobrevoou a Terra uma vez, Vênus duas vezes e Mercúrio três vezes antes de chegar ao momento de entrar em órbita ao redor do planeta que investigará por cerca de um ano.


A espaçonave será a primeira a enviar dados sobre Mercúrio desde a missão Mariner 10, que passou pelo planeta em 1974 e 1975, quando mapeou cerca de 45% de sua superfície. A Messenger mapeou outros 30% durante o sobrevoo do planeta em 2008 e deverá terminar o mapeamento após entrar em órbita.

Messenger é uma sigla para “MErcury Surface, Space ENvironment, GEochemistry and Ranging”. Entre os objetivos da missão estão determinar a composição da superfície, caracterizar a história geológica e investigar a presença de líquidos no interior do planeta.

Mercúrio é um planeta que lembra a Lua na aparência, com grandes crateras que se alternam com planícies. É bastante denso e tem um grande núcleo ferroso. As temperaturas na superfície variam entre -183º C e 427º C.