Menina canadense de 10 anos descobriu uma supernova

Kathryn Aurora Gray se tornou a pessoa mais nova da história a fazer este tipo de descoberta

Montreal – Uma pequena canadense de 10 anos, fã de astronomia, assim como seu pai, descobriu uma supernova e tornou-se a pessoa mais jovem a fazer este tipo de achado, anunciou a Sociedade Real de Astronomia do Canadá em um comunicado à AFP.

Kathryn Aurora Gray, que vive em Fredericton, na província de Nouveau-Brunswick (leste), trabalhava com seu pai e examinava na tela de um computador imagens de galáxias distantes captadas por um telescópio.

Assim, descobriu uma supernova de magnitude 17 na galáxia UGC 3378, a 240 milhões de anos-luz da Terra, na constelação da Girafa, indicou a sociedade científica.

Uma supernova é um potente aumento de luminosidade de uma grande estrela, devido à explosão desta. Dá a impressão de anunciar o aparecimento de uma nova estrela, mas na verdade é o resultado de seu desaparecimento violento.

A descoberta, registrada sob o nome “supernova 2010lt”, foi rapidamente confirmada por dois astrônomos amadores, o americano Brian Tieman e o canadense Jack Newton, e depois comunicada ao escritório central da União Astronômica Internacional.