EUA investigam causa de explosão misteriosa de satélite militar em órbita

O satélite, que fornece informações meteorológicas para as Forças Armadas americanas, explodiu em fevereiro

Um satélite do departamento de Defesa dos Estados Unidos explodiu na órbita da Terra há quase um mês, mas o governo americano ainda não consegue explicar o que aconteceu.

Em 3 de fevereiro, um satélite que fornece informações meteorológicas de regiões em conflito para as Forças Armadas dos Estados Unidos explodiu repentinamente, desintegrando-se em 43 pedaços diferentes.

Segundo a Força Aérea americana, que monitora os corpos na órbita terrestre, a causa da explosão foi “um evento catastrófico associado a uma falha no sistema de energia”.

O problema é que o satélite, lançado em 1995, era novo demais para morrer desse jeito. Satélites costumam ter uma longa vida útil. O satélite em funcionamento que está mais tempo em órbita tem 57 anos.

Segundo a Reuters, a Força Aérea americana continua a investigar as causa da explosão, após verificar um aumento repentino na temperatura do satélite antes dele se desintegrar.

Em nota à agência, a Força Aérea dos Estados Unidos afirma que “apesar da resposta inicial [sobre o acidente] ser completa”, um órgão interno irá continuar a investigar o evento para entender melhor o que aconteceu.

Cerca de 3 700 satélites orbitam a Terra atualmente. A Nasa estima que existam pelo menos 20 mil pedaços de entulho espacial, maiores do que uma bola de tênis, circulando sobre o planeta.