Este hábito muito comum pode triplicar o risco de AVC

Novo estudo da Universidade de Boston mostra que ingestão diária de refrigerantes e outras bebidas diet está associada a derrame e demência

São Paulo – Consumir diariamente refrigerante diet pode aumentar o risco de se ter um derrame e de desenvolver demência.

A descoberta é de um novo estudo publicado na revista científica Stroke, feito pela Universidade de Boston.

O estudo mostra que qualquer bebida com adoçantes artificiais pode aumentar o risco dessas doenças.

Tomar pelo menos uma lata de refrigerante diet por dia está associado a um risco quase três vezes maior de AVC ou demência.

A chance de AVC aumentou 2,96 vezes entre aqueles que consumiam uma lata diária. Já as chances de demência aumentaram 2,89 vezes.

Já a versão normal, segundo o estudo, não está associada a esses fatores de risco. Esta afirmação contraria outros estudos científicos.

O estudo

O estudo, contudo, não achou uma relação direta de causa e efeito entre ingestão de bebidas diet e doenças como derrame e demência.

Os pesquisadores partiram de uma associação feita usando dados fornecidos por uma pesquisa que questionou pessoas sobre seus hábitos alimentares.

Foram entrevistadas quatro mil pessoas, divididas entre adultos e idosos. A pesquisa foi feita pelo Framingham Heart Study, projeto de estudo de doenças cardiovasculares da Universidade de Boston.

Primeiro, foram analisados dados sobre a quantidade de bebidas diet ingerida por cada pessoa em sua dieta, entre 1991 e 2001.

Depois, os dados foram comparados com o número de pessoas que tiveram um derrame ou apresentaram demência nesse período de dez anos.

Na década estudada, entre os participantes, foram 97 casos de AVC (sendo 82 deles isquêmicos) e 81 casos de demência (63 compatíveis com o Mal de Alzheimer).

Fatores como dieta, tabagismo e atividades físicas foram levados em conta para impedir distorções nas associações dos dados.

Posicionamento

Atualização às 12h50 do dia 24/04/2017: Por meio de sua assessoria de imprensa, a Associação Brasileira das Indústrias de Refrigerantes e de Bebidas não Alcoólicas (ABIR) afirma que o consumo de bebidas e refrigerantes diet não causa acidente vascular cerebral (AVC) nem desenvolvimento de demência. A associação reforça que produtos adoçados artificialmente são aprovados por autoridades norte americana (FDA) e europeia (EFSA). No Brasil, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) atesta a segurança dos refrigerantes diet e zero comercializados no país.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. Arnaldo Süssekind

    Os refrigerantes diet usam aspartame, relacionado com estas doenças. A sucralose é melhor e mais segura, porém mais cara.

  2. Vcs são muito contraditórios nesta matéria. Me leva a acreditar que uma parte foi escrita por Guilherme e a outra pelo Victor, sem que eles tenha conversados só o assunto. É esse contradição que você querem levar aos leitores? Vejam:

    Primeiro vcs afirmam: “Consumir diariamente refrigerante diet pode aumentar o risco de se ter um derrame e de desenvolver demência.

    Depois afirmam: “O estudo, contudo, não achou uma relação direta de causa e efeito entre ingestão de bebidas diet e doenças como derrame e demência.”

    Matéria caça Click?