Esta é a respeitável “Adonis”, a árvore mais velha da Europa

Mil anos passaram, impérios surgiram e caíram, mas ela continua lá, intocada. E os cientistas estão maravilhados com isso

São Paulo – Cientistas descobriram a árvore mais velha ainda viva na Europa, uma senhora de respeitáveis 1.075 anos. Trata-se de um exemplar de Pinheiro-da-Bósnia (Pinus heldreichii), uma árvore densamente ramificada e de crescimento lento, encontrada no norte da Grécia, bem alto na cordilheira dos Montes Pindo.

Ela foi descoberta por um grupo de pesquisadores da Suécia, Alemanha e Estados Unidos que faziam trabalho de campo na região. Para estimar sua idade, eles extraíram um filete em forma cilíndrica do centro do tronco da árvore, e analisaram os padrões dos anéis que marcam o seu crescimento anual. 

A partir desse método, chamado de dendrocronologia, eles descobriram que a árvore começou sua vida em 941. Mais de mil anos passaram, impérios surgiram e caíram, e ela continua lá, intocada. Os cientistas estão maravilhados com isso. 

“Estou impressionado [com sua permanência], no contexto da civilização ocidental, por toda a história humana que tem rodeado esta árvore, todos os impérios, o bizantino, o otomano, todas as pessoas que viveram e vivem nesta região. Tantas coisas poderiam ter levado a sua morte. Felizmente, ela está intocada por mais de mil anos”, disse o dendocronologista da Universidade de Estocolmo Paul Krusic, que liderou a pesquisa.

Em homenagem ao lugar onde foi encontrada e a sua idade venerável, a árvore foi batizada pelos cientistas de “Adonis”, deus grego da beleza e desejo. Na mesma região montanhosa da Grécia, há pelo menos uma dúzia de outros exemplares milenares da mesma espécie.

Os cientistas montaram uma breve linha do tempo que mostra o que Adônis presenciou ao longo de sua vida milenar. Não foi pouca coisa, veja só:

941 – Adonis é uma muda. O Império Bizantino está no seu auge e a Escandinávia vive a era dos vikings.

1041 – Adonis é um árvore de 100 anos de idade. Na China, um livro é publicado descrevendo a pólvora. Um homem chamado Macbeth é coroado Rei da Escócia (e que depois inspiraria a peça teatral homônima, de William Shakespeare)

1191 – Adonis chega aos seus 250 anos de idade. As universidades de Oxford e Paris são fundadas. A terceira cruzada acontece em Saladin, na Terra Santa.

1441 – Adonis tem 500 anos de idade. O Império Otomano vence na Grécia. Muitos estudiosos gregos fogem para outras regiões, influenciando o Renascimento. A Suécia realiza seu primeiro parlamento, em Arboga. Johannes Gutenberg, o inventor da imprensa, está prestes a testar a sua primeira impressão.

1691 – Adonis completa 750 anos de idade. Isaac Newton formula suas leis sobre o movimento. Sorvete, chá e café são introduzidos na Europa.

1941 – Adonis já uma senhora de mil anos. A Segunda Guerra Mundial devasta o mundo. A Grécia é ocupada pela Alemanha nazista, Itália e Bulgária.