Curiosity leva software com bug para Marte

Um cracker podia inserir um código malicioso que poderia ser executado quando o software tentasse abrir o arquivo

Um bug potencialmente perigoso foi encontrado em um software de 20 anos considerado tão confiável que é usado até pelo jipe-robô Curiosity, que está em Marte.

Segundo informações do jornal The Telegraph, o software Lempel-Ziv-Oberhumer (LZO) é uma criação de Markus Oberhumer. O aplicativo é capaz de comprimir dados e descompactar as informações posteriormente em alta velocidade. A fama do algoritmo é tão grande que ele é muito usado em empresas, smartphones com Android, em aviões e até em carros como a base de outros aplicativos.

Essa semana, Oberhumer surpreendeu o mundo ao lançar uma nova versão do aplicativo. Em seu site, ele alerta que todas as versões anteriores estavam suscetíveis à negação de serviço e “buffer overrun”. Isto significa que um cracker podia inserir um código malicioso que poderia ser executado quando o software tentasse abrir o arquivo.

Por ter o código aberto e ser um aplicativo amplamente usado pelo mundo, essa falha representa um grande problema. Segundo o The register, o impacto mais grave será em plataformas de mídia populares, como o VLC Media Player.

A segurança de usuários de aplicativos como esses pode estar comprometida durante a reprodução de filmes ou de áudios. Por isso, é recomendável atualizar os aplicativos.