Cientistas desenvolvem vacina efetiva contra a tuberculose

A pesquisa, desenvolvida pela Universidade Tulane, demonstra que a nova vacina, testada em macacos, é capaz de induzir uma resposta imunológica favorável

Londres – Um grupo de cientistas americanos desenvolveu uma vacina efetiva que oferece um forte proteção contra a tuberculose e uma alternativa à única que existe, segundo um estudo divulgado nesta terça-feira pela revista “Nature Communications”.

Os resultados da pesquisa, desenvolvida pela Universidade Tulane (Louisiana, Estados Unidos), demonstram que a nova vacina, testada em macacos, é capaz de induzir uma resposta imunológica favorável nestes símios, que previamente foram infectados com uma dose letal de Mycobacterium tuberculosis, o patogênico que causa a doença.

O cientista do Centro Nacional de Pesquisa de Primatas e líder do estudo, Deepak Kaushal, e seus colegas, desenvolveram a cura usando uma versão modificada da bactéria Mycobacterium tuberculosis, que não tinha o potencial de causar a doença, mas é capaz de induzir uma resposta imune específica.

Esta vacina, que foi administrada nos animais por inalação, proporcionou aos símios um alto nível de proteção contra a infecção, provocando uma diminuição dos sintomas e uma melhora da resposta imune.

Os pesquisadores lembraram que a tuberculose, uma bactéria que se transmite pelo ar e afeta principalmente os pulmões, continua sendo uma pandemia global, em parte devido à baixa proteção oferecida pelas vacinas atuais.

Além disso, os especialistas insistiram na urgência de desenvolver tratamentos mais efetivos na luta contra a afecção e ressaltaram a diferença notável entre a nova vacina que desenvolveram e a que existe na atualidade.

O uso em aerossol da Mycobacterium tuberculosis atenuada poderia ser o primeiro passo no desenvolvimento de novos e mais potentes tratamentos contra esta patologia.