Campanha mundial quer salvar urso polar mais triste do mundo

Um vídeo divulgado nesta semana pela ONG HSI mostra Pizza andando em uma espécie de aquário de 40 metros quadrados e balançando a cabeça

Cerca de 1 milhão de pessoas assinaram várias petições para salvar o “urso polar mais triste do mundo”, um animal que vive em um pequeno espaço em um shopping na China e cujas imagens provocaram polêmica.

O urso, chamado Pizza, é um dos 500 animais que vivem em um shopping center na cidade de Guangzhou, no sul da China, e que as organizações de defesa dos animais estão clamando por liberdade.

Nesta semana, cinquenta organizações chinesas enviaram uma carta ao governador da província de Guangdong e ao shopping para que fechem o zoológico, que consideram ilegal.

No recinto também vivem uma raposa polar, um lobo e uma morsa, todos “em jaulas pequenas, sem janelas e sem ambiente ecológico”, diz a carta enviada ao governador Zhu Xiaodan e consultada pela AFP.

“Estas condições estão muito distantes de seu habitat natural e podem causar danos físicos e mentais irreversíveis”, acrescenta o texto.

O responsável do zoológico do shopping, chamado Fan, afirmou que “cumpre a lei”.

Um vídeo divulgado nesta semana pela ONG Humane Society International (HSI) mostra Pizza andando em uma espécie de aquário de 40 metros quadrados e balançando a cabeça enquanto os visitantes tiravam fotos do outro lado do vidro.

De acordo com HSI, seu comportamento indica que se sente “frustrado”, porque seu ambiente é “totalmente inadequado”, uma situação que está levando a um “declínio mental” progressivo.

O Parque Natural britânico Yorkshire Wildlife se ofereceu para acolher Pizza, em troca da promessa do shopping de não substituí-lo por um outro urso polar. Mas as autoridades chinesas disseram que não precisavam de qualquer intervenção estrangeira.

Veja um dos vídeos do urso:

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Leonardo Martins Marsola

    A insanidade do ser humano é a coisa mais nojenta e nefasta que existe.

    1. Maurício Oliveira

      Nota 10 para o seu comentário, Leonardo. Dentre as espécies que habitam o planeta, o homem foi o que mais regrediu, enquanto animais de espécies diferentes se relacionam positivamente.