Dólar R$ 3,28 0,39%
Euro R$ 3,69 0,45%
SELIC 11,25% ao ano
Ibovespa -0,45% 62.975 pts
Pontos 62.975
Variação -0,45%
Maior Alta 9,25% JBSS3
Maior Baixa -4,17% CYRE3
Última atualização 25/05/2017 - 12:53 FONTE

Americanos e japoneses farão corrida de robôs na Lua em 2016

Empresas vão usar mesmo foguete para enviar à Lua robôs que vão disputar prêmio de 20 milhões de dólares

São Paulo – Um acordo que pode resultar numa corrida de robôs na Lua foi anunciado nesta semana. As empresas Astrobotic, dos Estados Unidos, e Hakuto, do Japão, vão usar o mesmo foguete para enviar seus robôs à Lua em 2016.

O motivo do acordo é o Google Lunar X Prize. Criado pelo Google, o concurso oferece um prêmio de 20 milhões de dólares à primeira empresa que conseguir mandar à Lua um robô capaz de percorrer 500 metros e enviar à Terra imagens em alta definição do passeio.

“Nós enxergamos um cenário de ‘NASCAR na Lua”, em que os times competidores vão aterrissar juntos e os países vão poder torcer por suas equipes até a linha de chegada”, afirmou o diretor-executivo da Astrobotic John Thornton em nota divulgada pelo Google.

Como se sabe, a NASCAR é um campeonato de corridas de carro famoso nos Estados Unidos.

Robôs

Na disputa para ver quem corre mais na Lua, Astrobotic e Hakuto tem armas diferentes. 

Os americanos querem vencer o desafio com um robô com capacidade para até 80 quilos de carga. A máquina conta com paineis solares para geração de energia e uma câmera capaz de gravar vídeos em 3D. 

Já os japoneses apostam num projeto de 2 robôs feitos de fibra de carbono. Batizados de Moonraker e Tetris, eles se movimentam ligados por uma corrente. O Moonraker conta com uma câmera que grava vídeos em 360º.

Falcon 9

As duas empresas vão enviar os robôs à Lua por meio do foguete Falcon 9, da SpaceX. Com lançamento previsto para o segundo semestre de 2016, o veículo deve deixar os robôs no Lacus Mortis, na parte nordeste da Lua. 

Observações de espaçonaves que orbitam em torno da Lua apontam que esse local pode conter pistas do passado vulcânico do astro.

Além disso, cientistas acreditam que o clima da região pode ser mais favorável a futuras ocupações humanas do que o resto da Lua. 

Na Lua, as temperaturas podem variam entre mais de 100ºC durante o dia e menos de 150ºC negativos durante a noite.