Você sabe qual é o plural de benção?

"Bênçãos" ou "benções", qual a sua aposta? Professor de português responde

Há alguns dias, recebi uma mensagem muito interessante. A leitora dizia-se incomodada, após pesquisa no Vocabulário da Academia de Letras, por descobrir os dois plurais “bênçãos” e “benções”. Diante disso, não sabia que forma usar.

A palavra oxítona “benções” – tonicidade presente na última sílaba – provém de “benção”, com uso formal menos comum no Brasil, mas usada correntemente em Portugal, de acordo com o importante dicionário Houaiss.

Com outras palavras, reproduz assim o Aurélio: “benção, oxítono, seria a boa forma, mas hoje é só usada pelo povo. Houve recuo da acentuação tônica.”

No Brasil, de acordo com a língua-padrão, há a preferência por “bênção” e seu correspondente plural “bênçãos”.

Houvesse uma questão de concurso, com o seguinte enunciado:

“Qual é o plural de benção?”

É benções, já que a forma acima é a oxítona. Contudo, se o enunciado fosse sobre a forma paroxítona “bênção”, aí sim o plural seria “bênçãos”.

Uma dica aqui: tenha muito cuidado com a tonicidade de uma palavra; procure observar a presença e a ausência do acento gráfico (agudo, circunflexo ou grave).

Sobre a etimologia (a história do termo), vem do latim “benedictione” e através de várias formas arcaicas e antigas. Remete ao “benedictio”, ao bendito, ao bendizer, ao oposto de maldizer, ao louvor. Deu origem a dois nomes próprios conhecidíssimos em nossa Língua: Benedito, Bento.

O beneditino, aliás, é o paciente, o meticuloso, o que se devota incansavelmente a um trabalho meticuloso.

No linguajar popular, existe uma jocosa expressão: “tomar a bênção a cachorro”, que significa estar em situação difícil e humilhante; estar em maus lençóis.

Por fim, lembre-se: há tanto “benções” quanto “bênçãos”, mas a formalidade hoje, no Brasil, opta pela paroxítona.

Um abraço, até a próxima e siga-me pelo Twitter!
Diogo Arrais
@diogoarrais
Professor de Língua Portuguesa – CPJUR
Autor Gramatical pela Editora Saraiva