Uma aula de Steve Jobs sobre como responder a um insulto

Cofundador da Apple não era apenas um executivo de sucesso, ele também sabia falar muito bem em público, mesmo em situações complicadas

São Paulo – Steve Jobs, 20 anos atrás, ensinou como você deve responder a um insulto do jeito perfeito. Como lembra o Inc, durante a conferência para desenvolvedores da Apple, em 1997, uma pessoa da plateia fez um comentário ofensivo a Jobs, que havia retornado à companhia havia pouco tempo.

Ele disse o seguinte: “Sr. Jobs, você é um homem brilhante e influente. É claro e triste que, em vários pontos do seu discurso, você não sabe sobre o que está falando. Eu gostaria, por exemplo, que você expressasse em termos claros como, digamos, o Java e qualquer outra de suas encarnações lida com as ideias incorporadas no OpenDoc. E quando você terminar com isso, talvez você possa nos dizer o que você tem feito pessoalmente nos últimos sete anos “.

Por 10 segundos, Jobs fez uma pausa e ficou em silêncio. Essa técnica, aliás, também já foi adotada por Barack Obama para falar melhor em público. “Sabe, você pode agradar algumas pessoas por algum tempo, mas…” disse, fazendo outra pausa de mais oito segundos para pensar na resposta adequada. Então, ele concorda com a pessoa que o insultou publicamente. “Uma das coisas mais difíceis quando você está tentando promover mudanças é que pessoas assim como esse cavalheiro… estão corretas! Em algumas áreas”, afirmou o cofundador da Apple, reconhecendo que existem do OpenDoc com os quais ele não estava familiarizado.

Então, ele ajuda a plateia a ver o caso com uma visão mais ampla, demonstrando que o seu papel na Apple não era conhecer todos os detalhes de tecnologia da sua empresa, mas, sim, ajudar os clientes com a tecnologia que ela cria.

“A coisa mais difícil é isso: como isso se encaixa em uma visão coesa e maior, que lhe permitirá vender oito bilhões de dólares, dez bilhões de dólares por ano? E uma das coisas que eu sempre pensei é que você deve começar com a experiência do cliente e trabalhar para trás com a tecnologia. Você não pode começar com a tecnologia e tentar descobrir onde você vai tentar vender”, disse Jobs.

“E eu cometi esse erro provavelmente mais vezes do que qualquer outra pessoa nesta sala. E tenho cicatrizes que provam isso. E eu sei que esse é o caso”, declarou, falando sobre sua falta de conhecimento sobre o ponto perguntado.

Ele então elogia sua equipe, dizendo que a Apple tem centenas de pessoas dando o melhor de si para ajudar os consumidores com a sua tecnologia.

Para finalizar, ele usa declarações poderosas, fazendo da sua nota de saída a mais forte de seu discurso.

“Alguns erros serão cometidos ao longo do caminho. E isso é bom. Porque, ao menos, algumas decisões vão se tornando maiores pelo caminho. E vamos encontrar os erros e corrigi-los”, afirmou Jobs. Fazendo uma pausa, ele voltou a se dirigir ao questionador da plateia. “Erros serão cometidos…algumas pessoas não vão saber sobre o que você está falando, mas eu acho que isso é tão melhor do que como as coisas eram não muito tempo atrás. E penso que chegaremos lá”, finalizou Jobs.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Simone Schmidt

    A traducao esta ruim,muito ruim, nao soa natural, a leitura nao flui facil, como em varios outros artigos da Exame do site Abril,e visivel o uso do tradutor on line.Uma decepcao.

  2. Lissandro Bassani

    Vamos resumir e falar de modo mais simples: seja sincero, fale a verdade, se errou admita, mostre que não são apenas coisas negativas e que da situação se pode evoluir ao invés de ficar reclamando…