Um dos trainees mais disputados do Brasil recruta com robô e IA

Programa de trainees da Cremer está com as inscrições abertas até o dia 15 de setembro e a inteligência artificial é umas das protagonistas da seleção

São Paulo – Nem todo robô “quer” roubar o seu emprego, tem aqueles que procuram vagas para você, como o Mr. Joboto, e tem aqueles que o ajudam a se inscrever processos seletivos, como é o caso da Vicky, chatbot que interage com os candidatos ao programa de trainee da Cremer.

O auxílio robótico faz com que o processo de inscrição seja talvez o mais rápido de toda a temporada de seleções de trainees. Poucos minutos de conversa com a Vicky bastam para que o jovem entre na disputa por uma vaga.

“Agora há uma diversidade enorme de programas e os jovens precisam escolher em quais deles vão se inscrever. Geralmente um formulário de inscrição leva 40 minutos, em média, para ser preenchido. Imagine quanto vai investir de tempo para se inscrever em 20 programas ao mesmo tempo”, diz Rodrigo Ladeira, diretor de RH da Cremer.

A preocupação com a agilidade e a informalidade na comunicação com os candidatos, aliás, é o que explica o aumento exponencial do número de inscritos aos longos das edições, segundo Ladeira.

Há quatro anos, 1,24 mil jovens se inscreveram para o recém-lançado programa de trainee da Cremer. Na última seleção, ano passado, foram quase 84 mil inscritos o que torna a empresa uma das mais desejadas por aspirantes a trainee do mercado brasileiro. Para uma geração que valoriza a interação, receber uma mensagem de Whatsapp do presidente da empresa avisando sobre a aprovação no processo faz a diferença. Na Cremer foi assim nos dois últimos processos, segundo o diretor de RH.

A Vicky não é única novidade no recrutamento da maior empresa de materiais descartáveis e de consumo para cuidado com a saúde do Brasil. A Cremer está usando inteligência artificial para descobrir que candidato tem mais a ver com a sua cultura.
“Tradicionalmente seleções têm as etapas de testes virtuais de lógica e de inglês. A gente aposta em gamificação nesta etapa e é no game que entra a inteligência artificial”, diz Ladeira.

Funciona assim: o candidato avisa a Vicky que horas pode jogar e pode combinar de fazer junto com seus amigos. No game os jovens precisarão resolver desafios de lógica e buscar soluções, trabalhando individual e colaborativamente.

“Quem participar já vai receber feedback do que foi bem”, diz Ladeira. De acordo com ele, feedback mais ágil também é uma demanda clara das novas gerações. Quem se sair bem segue para as fases posteriores de dinâmica, case e entrevistas.

A inteligência artificial ajuda na identificação do perfil que a empresa busca. “A gente vê se o jovem é participativo, se tenta buscar solução em conjunto ou sozinho e nos municia de informações para a tomada de decisão”, diz Ladeira.

Sem limite de vagas e sem restrição de curso

As inscrições estão abertas até o dia 15 de setembro e são feitas pelo site de trainees da Cremer. Jovens cursando o último semestre ou formados há dois anos em qualquer curso superior podem participar do processo seletivo e não há limite de vagas. Saber inglês é desejável, mas não obrigatório.

“O importante é que venham pessoas que casem perfeitamente com a companhia”, diz o diretor de RH. Autenticidade e disposição para transformar o mercado de saúde segundo o executivo são alguns dos poucos requisitos. “Queremos pessoas sem respostas prontas”, diz.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Paulo Castro

    Nosso metodo de Recrutamento Talento Natural eh mais efetivo http://www.facebook.com/talentonaturalconsultoria . Entre em contato