As regras que você deve seguir, segundo Bill Gates e outros

Conselhos de Bill Gates, Steve Jobs e J.K. Rowling para quem está começando a carreira

Se você é jovem e está no começo da sua carreira, vamos te dar uma dica muito preciosa: ouça conselhos de pessoas que estão aonde você gostaria de chegar. Se eles conquistaram o sucesso que você tanto almeja, então eles realmente têm algo a dizer que pode te ajudar, ou pelo menos te inspirar, a chegar lá.

Pensando nisso, separamos alguns conselhos de pessoas bem-sucedidas em diversas áreas de atuação que vão te ajudar a encontrar o seu caminho entre as pedras até o sucesso – ou pelo menos não se perder nesta trilha. Está preparado para se inspirar por esses conselhos, atualizar o seu perfil na 99Jobs e correr atrás das suas oportunidades? 

Eric Schimidt: Diga sim para mais coisas

Segundo o executivo do Google, um belo jeito de alcançar o sucesso é se jogar no mundo! “Encontre um jeito de dizer sim para as coisas. Diga sim para convites para ir a um novo país, diga sim para se encontrar com novos amigos, diga sim para aprender algo novo. Sim é como você consegue o seu primeiro trabalho, e o seu próximo trabalho, e a sua esposa, e até as suas crianças”, disse Eric no livro The Best Advice I Ever Got, de Katie Couric.

Bill Gates: Mantenha as coisas simples

Durante uma entrevista para a CNBC, o fundador da Microsoft falou sobre a sua admiração pela maneira como Warren Buffett’s, uma das pessoas mais ricas do mundo, conduz a sua vida e negócios.

“Você olha para o calendário dele, é bem simples. Você fala com ele sobre um projeto que ele acha atrativo e ele sabe algumas poucas informações básicas sobre ele. E se for algo menos complicado, ele sente que é algo em que ele gostaria de investir. Ele escolhe as coisas que ele já conhece o modelo, um modelo que é realmente previsível e que continuará funcionando por um longo período. E então a habilidade dele de preparar as coisas, de trabalhar apenas no que que ele realmente precisa, de pensar sobre o básico – é tão incrível que ele consiga fazer isso. É uma forma especial de gênio”, disse Bill.

George Stephanopoulos: Relaxe

“Quase nada do que te preocupa hoje definirá o seu amanhã”, disse o apresentador do programa de TV norte americano Good Morning America. “Não fique com medo de ganhar menos para seguir a sua paixão. Mas guarde uma grana na sua conta antes”.

T.J. Miller: Trabalhe mais pesado que todo mundo a sua volta

Estrela do seriado Silicon Valley, da HBO, falou para o site de finanças pessoal NerdWallet a sua fórmula para o sucesso. “Funcionou para mim, e eu tenho um talento medíocre e uma mandíbula de cavalo”.

Brian Chesky: Não escute os seus pais

O conselho de Brian, CEO do AirBnB, é para os recém formados que não ainda estão no começo de suas carreiras fora da faculdade. Ele falou em uma entrevista para o New York Times: “existem relações mais importantes em sua vida, você nunca deve aceitar conselhos de carreira dos seus pais, e eu estou usando os meus próprios pais para todas as pressões que sofremos no mundo”.

Steve Jobs: Não siga apenas a sua paixão, mas sim algo maior que você mesmo

Segundo o biógrafo Walter Isaacson, Steve Jobs teria dito, pouco tempo antes de sua morte: “sim, nós estamos sempre falando sobre seguir a sua paixão, mas nós somos todos parte da história. Você precisa acrescentar algo para o fluir dessa história que irá ajudar a sua comunidade, ajudar outras pessoas… então daqui a 20, 30, 40 anos as pessoas dirão que essa pessoa não apenas tinha uma paixão, ele se preocupou em criar algo que as outras pessoas poderiam se beneficiar”.

J.K Rowling: Aceite o fracasso

Todo mundo sabe que a J.K Rowling é a autora de uma das séries de livros mais vendidas de todos os tempos: Haryy Potter. Mas antes de seu primeiro livro ser aceito em uma editora, ela recebeu muitas negativas e portas na cara.

“Um excepcionalmente curto tinha acabo de implodir, eu estava sem trabalho e tão pobre quanto era possível na Inglaterra sem ser uma sem-teto. De acordo com todos os padrões, eu era o maior fracasso que eu conhecia”, Rowling disse em seu discurso em Harvard, em 2008.

“O fracasso significou um despojamento do não essencial. Parei de fingir para mim mesma que eu era algo além do que eu era e comecei a dirigir toda a minha energia para terminar o único trabalho que importava para mim. Se eu sido bem-sucedida em qualquer outra coisa, talvez eu nunca tivesse encontrado a determinação para ter sucesso na única área à qual eu acreditava que realmente pertencia”.

* Este artigo foi originalmente publicado por 99 jobs