Como você faz suas escolhas de carreira?

Descubra quais são os valores que direcionam suas decisões profissionais

São Paulo – A teoria das âncoras de carreira foi criada nos anos 1970 pelo acadêmico Edgar Schein, Ph. D. em Psicologia Social na Universidade de Harvard e ex- professor da escola de negócios do Massachusetts Institute of Technology, nos Estados Unidos. Schein foi um importante teórico do mundo do trabalho, sendo inclusive o criador do conceito de “cultura organizacional”.

As âncoras de carreira podem ser consideradas os pilares que norteiam as decisões de carreira dos profissionais. É o conjunto de habilidades, valores e necessidades que fazem uma pessoa seguir uma carreira e se manter em uma profissão.

O teste, apesar de antigo, ainda é uma ferramenta para quem busca mais informação sobre si mesmo. No total, são oito âncoras de carreira: autonomia, segurança, competência técnico-funcional, competência gerencial, criatividade empreendedora, dedicação a uma causa, desafio puro e estilo de vida.

Se uma pessoa tem como uma das âncoras autonomia e trabalha em um lugar extremamente rígido e engessado, as chances de estar infeliz com o trabalho são grandes. Talvez seja o caso de procurar uma empresa mais adequada às âncoras que a pessoa possui.

Faça o teste e descubra quais são suas âncoras de carreira e descubra se a sua empresa atual se adequa ao seu perfil.

Utilize a seguinte escala para classificar o quanto cada um dos itens é verdadeiro para você:

1 Nunca é verdadeiro para mim
2 a 3 Ocasionalmente é verdadeiro para mim
4 a 5 Frequentemente é verdadeiro para mim
6 Sempre é verdadeiro para mim

1 – Sonho em ser tão bom no que faço que meus conhecimentos especializados sejam constantemente procurados. _____

2 – Sinto-me mais realizado em meu trabalho quando sou capaz de integrar e gerenciar o esforço dos outros. _____

3 – Sonho em ter uma carreira que me dê a liberdade de fazer o trabalho à minha maneira e no tempo por mim programado. _____

4 – Segurança e estabilidade são mais importantes para mim do que liberdade e autonomia. _____

5 – Estou sempre procurando ideias que me permitam iniciar meu próprio negócio. _____

6 – Sinto-me nem em minha carreira apenas quando tenho a sensação de ter feito uma contribuição real para o bem da sociedade. _____

7 – Sonho com a carreira na qual eu possa solucionar problemas ou vencer em situações extremamente desafiadoras. _____

8 – Preferiria deixar meu emprego a ser colocado em um trabalho que comprometa minha capacidade de me dedicar aos assuntos pessoais e familiares. _____

9 – Sinto-me sucedido em minha carreira apenas quando posso desenvolver minhas habilidades técnicas ou funcionais a um nível de competência muito alto. _____

10 – Sonho em dirigir uma organização complexa e tomar decisões que afetem muitas pessoas. _____

11 – Sinto-me mais realizado em meu trabalho quando tenho total liberdade de definir minhas próprias tarefas, horários e procedimentos. _____

12 – Preferiria manter minha atividade atual a aceitar outra tarefa que possa colocar em risco minha segurança na organização. _____

13 – Montar meu próprio negócio é mais importante para mim do que atingir uma alta posição gerencial como empregado. _____

14 – Sinto-me mais realizado em minha carreira quando posso utilizar meus talentos a serviço dos outros. _____

15 – Sinto-me realizado em minha carreira apenas quando enfrento e supero desafios extremamente difíceis. _____

16 – Sonho com uma carreira que me permita integrar minhas necessidades pessoais, familiares e de trabalho. _____

17 – Tornar-me um gerente técnico em minha área de especialização é mais atraente para mim do que tornar-me um gerente geral em alguma organização. _____

18 – Me sentirei bem sucedido em minha carreira apenas quando me tornar um gerente geral em alguma organização. _____

19 – Me sentirei bem sucedido em minha carreira apenas quando alcançar total autonomia e liberdade. _____

20 – Procuro trabalhos em organizações que me deem senso de segurança e estabilidade. _____

21 – Sinto-me realizado em minha carreira quando tenho a oportunidade de construir alguma coisa que seja resultado unicamente de minhas próprias ideias e esforços._____

22 – Utilizar minhas habilidades para tornar o mundo um lugar melhor para se viver e trabalhar é mais importante para mim do que alcançar uma posição gerencial de alto nível. _____

23 – Sinto-me mais realizado em minha carreira quando soluciono problemas aparentemente insolúveis ou venço o que aparentemente era impossível de ser vencido. _____

24 – Sinto-me bem sucedido na vida apenas quando sou capaz de equilibrar minhas necessidades pessoais familiares e de carreira. _____

25 – Preferiria deixar meu emprego a aceitar uma tarefa de rodízio que me afaste da minha área de experiência. _____

26 – Tornar-me um gerente geral é mais atraente para mim d que tornar-se um gerente técnico em minha área de especialização. _____

27 – Para mim, poder fazer um trabalho a minha própria maneira, sem regras e restrições, é mais importante do que segurança. _____

28 – Sinto-me mais realizado em meu trabalho quando percebo que tenho total segurança financeira e estabilidade no trabalho. _____

29 – Sinto-me bem sucedido em meu trabalho apenas quando posso criar ou construir alguma coisa que seja inteiramente de minha autoria. _____

30 – Sonho em ter uma carreira que faça uma real contribuição à humanidade e à sociedade. _____

31 – Procuro oportunidades de trabalho que desafiem fortemente minhas habilidades para solucionar problemas. _____

32 – Equilibrar as exigências da minha vida pessoal e profissional é mais importante do que alcançar alta posição gerencial. _____

33 – Sinto-me plenamente realizado em meu trabalho quando sou capaz de empregar minhas habilidades e talentos especiais. _____

34 – Preferiria deixar minha organização a aceitar um emprego que me afastasse da trajetória de gerência geral. _____

35 – Preferiria deixar minha organização a aceitar um emprego que reduza minha autonomia e liberdade. _____

36 – Sonho em ter uma carreira que me dê senso de segurança e estabilidade. _____

37 – Sonho em iniciar e montar meu próprio negócio. _____

38 – Preferiria deixar a organização a aceitar uma tarefa que prejudique minha capacidade de servir aos outros. _____

39 – Trabalhar em problemas praticamente insolúveis para mim é mais importante do que alcançar uma posição gerencial de alto nível. _____

40 – Sempre procurei oportunidades de trabalho que minimizassem interferências com assuntos pessoais e familiares. _____

Resultado:

Agora reveja suas respostas e localize os itens aos quais você deu pontos mais altos (normalmente 5 ou 6). Dessas respostas, selecione as três que sejam as mais verdadeiras para você e adicione a cada uma quatro pontos.

Para classificar as suas âncoras de carreira preencha suas respostas do questionário ao lado dos números das questões correspondentes. Não se esqueça de acrescentar os quatro pontos para os três itens mais verdadeiros para você. Some os números de cada coluna e divida o total por cinco (número de itens da coluna). A média resultante é mostra o quanto importante é a âncora para você.

(Reprodução)

Âncoras

A Competência técnica/ funcional

Pessoas tecnicamente ancoradas comprometem-se com uma carreira de especialização. Elas ficam motivadas quando são “experts” em um determinado assunto. Eles buscam trabalhos desafiadores, no sentido de que querem testar o conhecimento e habilidade que possuem na sua área. São pessoas que não visam aos altos cargos administrativos, que são, normalmente, mais generalistas, e sim a cargos de especialistas em uma determinada área.

B Competência para gerência geral

Quem tem como âncora de carreira a competência para gerência geral busca, ao longo de sua vida profissional, atingir os mais altos níveis de responsabilidade na organização. São pessoas que visam à liderança e tem como motivação atingir o topo da hierarquia.

Para eles, a especialização é uma armadilha: entendem a importância de conhecer as áreas funcionais, mas não buscam se aprofundar tecnicamente, pois querem a função de gerência geral.

C Autonomia e Independência

Pessoas com essa âncora vão buscar, com o passar do tempo, uma carreira que possibilite maior independência, que as permite impor suas próprias condições.

A autonomia é inerente a qualquer ser humano, em níveis diferentes, mas quem possui fortemente essa âncora sente a necessidade de ser dono de seu próprio destino sempre e vão organizar sua vida profissional em torno de trabalhos que lhe proporcionem mais escolha e poder de decisão.

D Segurança e Estabilidade

Aqui se enquadram pessoas que precisam se sentir seguras no ambiente de trabalho. Elas buscam uma maior previsibilidade do futuro, querem “saber onde pisam”. São atraídas por empregos em empresas que oferecem essa estabilidade, ou seja, conhecidas por evitar dispensas em massa, com bons planos de aposentadoria e boa reputação.

É essa estabilidade, principalmente financeira, que vai guiar a carreira desses profissionais.

E Criatividade Empreendedora

Nessa âncora estão os profissionais que tem ímpeto para a criação de novos negócios e organizações. Não são pessoas necessariamente com criatividade artística, mas sim com um espírito empreendedor, que querem estabelecer ou reestruturar negócios próprios.

Possuem motivação para, desde cedo, iniciar empreendimentos para ganhar dinheiro. Vale ressaltar que o enfoque aqui não é a busca por autonomia e sim pela criação de negócios.

F Senso de dever, dedicação a uma causa

Pessoas com essa âncora são orientadas em sua carreira por valores que querem imprimir em seu trabalho. Elas se voltam para os valores e se dedicam a causas mais do que aos seus talentos e competências. São profissionais que querem, de alguma forma, contribuir para um mundo melhor por meio de seu trabalho.

G Puro desafio

Nessa âncora se encaixam profissionais que definem sucesso como a superação de obstáculos impossíveis ou como a capacidade de solucionar problemas insolúveis. São pessoas que necessitam sentir que podem conquistar qualquer coisa. A busca por desafios permeia a carreira da maioria das pessoas, mas para quem é ancorado no desafio puro, é o que norteia a sua trajetória – todas as suas decisões profissionais vão sempre ser com o objetivo de superar desafios cada vez maiores.

H Estilo de vida

Muitas vezes interpretam essa âncora como sendo a de pessoas que não dão prioridade a sua carreira ou que procuram equilibrar vida pessoal e profissional. Mas não se trata disso.

A questão é que pessoas ancoradas pelo estilo de vida buscam encontrar uma forma de integrar todas as suas necessidades: individuais, de família e de carreira. Podem ser altamente motivadas pelo trabalho, mas entendem que ele deve se integrar a sua vida como um todo. São pessoas que querem, acima de tudo, flexibilidade.

A diferença para a âncora da autonomia é que elas se adaptam bem ao ambiente organizacional, com suas regras e restrições, mas querem ter opções mais flexíveis de trabalho.

Fonte: SCHEIN, Edgar. Identidade profissional. São Paulo: Nobel, 1996 e KPGM