Dólar R$ 3,27 -0,31%
Euro R$ 3,66 0,08%
SELIC 11,25% ao ano
Ibovespa 1,60% 62.662 pts
Pontos 62.662
Variação 1,60%
Maior Alta 9,53% JBSS3
Maior Baixa -1,42% EMBR3
Última atualização 23/05/2017 - 17:20 FONTE

Por que só 0,3% dos jovens conseguem ser contratados por empresas

Mesmo sendo bem preparados do ponto de vista técnico, poucos conseguem ser contratados pelas empresas, segundo dados da Cia. de Talentos

Você sabia que, apesar do alto índice de desemprego, as empresas ainda enfrentam dificuldade para contratar jovens qualificados? Isso tem acontecido porque, mesmo sendo bem preparados do ponto de vista técnico, a maior parte deles conclui a graduação sem as competências comportamentais necessárias para o ingresso bem-sucedido na vida profissional.

Dos mais de 1,2 milhão de inscritos em processos seletivos de estagiários, trainees e jovens profissionais, conduzidos pela Cia de Talentos em 2015, apenas 0,3% foram aprovados. Recentemente, esses e outros dados foram apresentados em uma reportagem feita pela própria Revista Exame.

Não importa se a intenção é atuar no mundo corporativo ou acadêmico, na ciência, no setor público ou no terceiro setor, como colaborador ou empreendedor: resiliência e visão sistêmica, por exemplo, são fundamentais para o sucesso profissional em qualquer área e forma de atuação.

Preparar jovens para fazerem escolhas conscientes, em um mundo que está ano a ano mais complexo e demandante de novas habilidades, no entanto, não é tarefa fácil. O projeto Jornada para o Futuro chega justamente para dar conta dessa demanda. Sua proposta é unir estudantes universitários, instituições de ensino, professores e empresas, desde o primeiro semestre da graduação no processo de educação.

Eu acredito fortemente que a aproximação entre os atores envolvidos na preparação para o mercado de trabalho, traz para a realidade dos universitários insights, provocações e o autoconhecimento necessário para que tomem decisões de carreira conscientes, afinal, quem se conhece profundamente é capaz de fazer escolhas de carreira alinhadas com seus valores e objetivos de vida.

O projeto já está em andamento em São Paulo e conta com a participação de cerca de 6 mil universitários dos cursos de engenharia, administração, economia e comunicação social. E nessa parceria, todos ganham. As organizações têm a oportunidade de aproximar seus líderes dos jovens para que conheçam melhor seu perfil, suas expectativas e o modo como veem a gestão das empresas. Em contrapartida, os estudantes também têm a chance de se conhecer melhor e buscar caminhos profissionais alinhados com seus reais objetivos de vida.