Os 10 pecados capitais na hora de usar a crase

Professor de português, Diogo Arrais, mostra quando não se usa crase em dez exemplos práticos

Para se entender a função do acento grave, é preciso notar a validade por duas palavras que o sinal representa. Vejamos:

“As verbas federais já foram repassadas às prefeituras.”

Podemos claramente substituir “às” por “para as”. Contudo, quando tal substituição não for possível (para a maioria dos casos), o acento não deve existir:

“As verbas federais já foram repassadas a todas as prefeituras.”

Não há lógica alguma em se redigir (ou pronunciar): “… já foram repassadas para a todas as prefeituras.”

Além disso, costumo pontuar aos meus leitores e alunos os dez pecados capitais do acento grave (casos impossíveis de uso). Vamos lá!

1. Antes de palavras masculinas (que não deem a ideia de moda, cultura):

“Viajou a serviço neste fim de semana.”

2. Antes de verbos:

“A partir de hoje, haverá novas ciclovias.”

3. Antes de artigos indefinidos:

“Sousa dirigiu-se a uma antiga funcionária. Elogiou-a.”

4. Antes de pronomes indefinidos:

“Peça a alguém um longo abraço.”

5. Antes dos demonstrativos “esta, essa, isso” e variações:

“Ofereceu os serviços a esta empresa.”

6. Antes de pronomes pessoais:

“Jamais o presidente referiu-se a mim.”

7. Antes dos tratamentos oficiais (Vossas Excelência, Senhoria, Reverência, Magnificência):

“O documento já foi entregue a Vossa Excelência.”

8. Antes de ideias genéricas (quando o A estiver no singular):

“O brasileiro tem a mania de não obedecer a leis.”

9. Entre palavras repetidas:

“Ontem ficaram cara a cara.”

10. Antes de nome feminino tomado em sentido genérico:

“Candidata a rainha do carnaval, Sara é ídolo na Tijuca.”

Nesse último caso, se usássemos uma palavra masculina, não veríamos o artigo definido masculino: “Candidato a rei do carnaval, …”
Um abraço, até a próxima e siga-me pelo Twitter!
Diogo Arrais
@diogoarrais
Professor de Língua Portuguesa – CPJUR
Autor Gramatical pela Editora Saraiva

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s