O Itaú está recrutando profissionais de tecnologia

Programa Fellows do Itaú está com inscrições abertas até o dia 7 de outubro e mira especialistas em tecnologia

São Paulo – O esforço do Itaú Unibanco para se posicionar como um banco digital é uma ótima notícia para profissionais de tecnologia interessados em trabalhar lá.

Ações e iniciativas como a construção do Centro Tecnológico Mogi Mirim (CTMM), um dos maiores data centers do mundo, e a campanha Digitaú são alguns dos exemplos do empenho da empresa em promover o que chama de transformação digital.

Voltada exclusivamente para suprir a demanda profissional diante desse cenário está a segunda edição do Programa Fellows, que acaba de abrir as inscrições. Se no ano passado o foco do programa foi operações e negócios, neste ano ele ganhou mais visibilidade e as atenções estão em tecnologia. As candidaturas podem ser enviadas até o dia 7 de outubro.

Estão na mira da equipe de recrutamento experts em tecnologia, com experiência de dois a cinco anos nesse mercado. “É um programa para quem tem perfil inovador, empreendedor e é antenado na cultura de tecnologia”, diz a responsável pelo projeto Amandha Cortes, superintendente de atração, seleção e escola Itaú Unibanco de Negócios.

A bagagem de carreira dos candidatos deve estar relacionada à participação em projetos relevantes na área de tecnologia ou em startups, mas não necessariamente em posição de liderança, de acordo com Amandha. O objetivo é recrutar especialistas e não gestores.

Inglês avançado é um requisito para todos os interessados no Programa Fellows que terá dois anos de duração, começando em janeiro do ano que vem em São Paulo (SP). Nesse período, os aprovados vão passar por treinamentos específicos elaborados pelo banco em parceria com a McKinsey, além de serem acompanhados de perto pelo Itaú. O banco promete acelerar a carreira dos participantes. “O programa tem um investimento grande em treinamentos e os selecionados vão receber mentoria dos executivos do Itaú”, diz superintendente.

Entre as competências técnicas procuradas estão conhecimento em desenvolvimento Agile e DevOps e/ou habilidades em sistemas móveis e/ou conhecimento em experiência do usuário e/ou habilidades em novas tecnologias e ferramentas aplicadas na TI e/ou capacidades analíticas complexas para criar valor a partir de big data. Espera-se que os interessados tenham ao menos duas das competências da lista.

“A gente não exige formação acadêmica, queremos pessoas capazes de entender o mundo digital e que sejam visionárias, dispostas a trabalhar em equipe num ambiente diverso”, diz Amandha.

Como será o processo seletivo

A primeira parte da seleção será feita a distância, por meio de uma plataforma digital, a Pro Fellows. Além de testes, os candidatos também terão acesso a vídeos, palestras e poderão interagir com ex-participantes do Fellows.

As provas online vão medir habilidades técnicas e funcionais. “Os candidatos poderão escolher dois tipos de testes no portfólio de provas disponíveis”, diz Amandha. Cada prova trata de uma das competências que exigidas pelo banco.

Quem se destacar será chamado para fazer entrevistas por Skype e a última etapa será presencial com a participação de executivos de tecnologia do banco.

Uma dica que ela dá para quem ficou interessado é pesquisar bastante sobre o banco e todas as suas iniciativas na área de tecnologia, além, é claro, de estudar os valores do Itaú. “Assim eles já chegarão já aquecidos ao processo seletivo”, diz.

SERVIÇO
Programa Fellows do Itaú Unibanco.
Inscrições: até 7 de outubro pelo site Feito Para Você.