Nova Zelândia quer atrair mais estudantes brasileiros

Nova Zelândia organiza pela primeira vez uma feira que reunirá instituições de ensino

São Paulo – No ano que vem, o governo da Nova Zelândia abre novamente as inscrições do visto para brasileiros entre 18 anos e 30 anos interessados em estudar e trabalhar no país. A modalidade “Brazil Working Holiday Visa” existe já há alguns anos e permite estudo por até seis meses e trabalho por até um ano. As inscrições começam  em agosto.

No site do governo é possível obter mais detalhes sobre este tipo de visto, mas vale destacar que não é permitido aceitar emprego permanente no país nem trabalhar mais de três meses para o mesmo empregador.

Para apresentar aos brasileiros as opções de instituições neozelandesas, seus programas, cursos e especializações nas mais diversas áreas, a Education New Zealand, agência responsável pela promoção da educação internacional neozelandesa mundo afora decidiu organizar uma feira gratuita no Hotel Intercontinental em São Paulo (SP), no primeiro semestre. É a primeira vez que a agência faz um evento do tipo para atrair estudantes do Brasil e já há até uma data certa para a feira: dia 8 de abril.

Segundo Ana Azevedo, da Education New Zealand, os participantes poderão conversar com representantes de escolas e faculdades. Brasileiros que foram estudar e trabalhar no pais também vão dividir suas experiências durante o evento.

15% dos estudantes universitários são estrangeiros

Atualmente, a Nova Zelândia tem 26 mil estudantes internacionais, número que representa 15% dos alunos das instituições de ensino. Segundo dados da Education New Zealand, 93% escolheram a Nova Zelândia por conta da boa reputação de suas universidades.

São oito instituições de ensino superior, e todas estão entre no grupo das 500 melhores do mundo, ainda segundo a agência: University of Auckland, Auckland University of Technology, University of Waikato, Massey University, Victoria University of Wellington, University of Canterbury, Lincoln University e University of Otago.

  • Matéria foi atualizada para corrigir as informações sobre o Brazil Working Holiday Visa