Aguarde...

Dica de português | 06/09/2012 12:00

Sessão, cessão e seção: quando usar?

Aprenda a diferença entre as três palavras e como usá-las do jeito certo

Editado por Talita Abrantes, de

louie Psihoyos/Latinstock

Cinema Imax em Nova York

A sessão para o filme começa às 16h. A sala de cinema fica na seção L do shopping que fará a cessão do ingresso para você.

Respondido por Reinaldo Passadori, presidente do Instituto Passadori de Educação Corporativa.

O que há de comum entre algo que é concedido, uma determinada hora para apresentação de um filme e um departamento de uma empresa?

Curiosamente, a diferença está entre três letras que geram significados distintos, porém quando ditas, possuem o mesmo som, causando então a confusão. Refiro-me às palavras: Sessão, Cessão e Seção.

São elas palavras homófonas, ou seja, possuem o mesmo som, mas com grafias diferentes. Vejamos os seus significados para que você, a partir de agora, não tenha mais dúvidas:

Sessão

Do latim, quer dizer ‘’sessio’’, que significa sentar-se, portanto, a palavra sessão expressa a ideia de que a pessoa precisa se sentar para que a ação seja realizada, logo, são escritas dessa forma. Exemplos:

“A sessão para o desenvolvimento em ‘coaching’ é de duas horas”
“O filme será exibido na sessão das seis horas’’
“O analista atende 50 minutos por sessão”
“Aquela sessão com a psicóloga foi muito produtiva”
“Foi movimentada aquela sessão de autógrafos”

Seção (ou Secção)

O verbo secionar vem do termo ‘’seccionar’’, que significa cortar, repartir. O conceito nos remete à ideia de divisão, subdivisão, departamentos. Exemplos:

“Leio diariamente a seção de economia”
“Vá até a seção eleitoral para atualizar seu título de eleitor”
“A secretária foi até a seção jurídica protocolar os documentos”
“A seção da empresa que cuida da folha de pagamentos é vinculada ao Departamento de Recursos Humanos”

Cessão

Nesta terceira grafia, a pronúncia permanece idêntica às anteriores. Mas essa indica ceder, doar algo, conceder.

“O juiz determinou a cessão à outra parte”
“A cessão será para o terceiro setor”
“A cessão dos direitos é estabelecida por lei”

Assim, a partir de agora, você não precisa fazer uma cessão do seu direito de responder sobre essa questão. O que facilita é separar o tema em seções distintas para lembrar as explicações.

Que tal até agendar uma sessão para expor os seus conhecimentos a esse respeito? Estou certo de que agora ficou claro para você.

 

Reinaldo Passadori

 

 

 

 

*Reinaldo Passadori é presidente do Instituto Passadori de Educação Corporativa.

Comentários (0)  

Editora Abril

Copyright © Editora Abril - Todos os direitos reservados