São Paulo – Se os erros mais comuns no currículo já podem custar a chance de conquistar uma oportunidade profissional, imagine que efeitos pode ter uma gafe digna do recrutador se encher de vergonha alheia. No mínimo, acabar com a possibilidade de contratação. No máximo, virar referência de deslize absurdo na hora de compor o currículo.

Os exemplos que você vê a seguir foram todos presenciados por recrutadores entrevistados pelo CareerBuilder. Para chegar a esta lista, que foi divulgada pela Forbes, o site entrevistou mais de 2 mil profissionais de recrutamento e pediu para eles elencarem os 12 exemplos mais excêntricos de erros no currículo que eles viram este ano. 

O resultado? Um candidato que compôs o próprio currículo na linguagem Klingon, da franquia Star Trek, e outro que, de cara, falou mal do antigo chefe. Pois é. 


As gafes mais excêntricas de 2013

1 Na área de experiência, o candidato listou a vivência como líder de um clã em um jogo online como prova de que ele tinha habilidades de liderança. 

2 O currículo consistia, basicamente, na seguinte frase: “Contrate-me. Eu sou incrível”.
3 O currículo era um vídeo musical
4 O candidato incluiu, no currículo, o tempo na cadeia por roubar o antigo chefe.
5 Todo o texto foi escrito em uma linguagem típica de mensagens pelo celular. Em outros termos, sem maiúsculas e recheado de abreviações
6 Na área de “objetivo profissional”, o candidato escreveu: “Não trabalhar para um alcóolatra com três multas por dirigir alcoolizado como meu atual chefe”.

7 O candidato esqueceu de incluir o próprio nome no currículo


8 Para mostrar como evoluiu ao longo do tempo, o candidato incluiu fotos de quando era bebê até chegar a idade adulta – no currículo.
9 Uma pessoa que tinha acabado de ser demitida se inscreveu para a vaga.
10 O currículo foi escrito na linguagem Klingon, de Star Trek

Mas não é preciso cometer um destes deslizes para ser limado, de cara, do processo de seleção. Veja os erros comuns que levam o currículo para o limbo já na primeira etapa.

Os erros comuns que desclassificam 


1 Erros tipográficos, segundo 58% dos entrevistados
2 Fazer um currículo genérico e não personalizado, segundo 36% dos entrevistados
3 Não listar suas principais habilidades, segundo 35% .
4 Copiar frases prontas do anúncio de emprego, segundo 32%
5 Enviar o currículo com um e-mail inapropriado, segundo 31%. (Exemplo: gatinha65@xxx.com)
6 Não incluir as datas exatas da experiência profissional, segundo 27%.
7 Enviar um currículo impresso em um papel decorativo, segundo 22%.
8 Adicionar uma foto ao currículo, para 13% dos entrevistados.