O que exigem as melhores escolas de negócios dos EUA

São Paulo – O USNews divulgou nesta semana a lista das melhores escolas de negócios dos Estados Unidos. No topo, Harvard e seu baixíssimo índice de aceitação de candidatos ao curso de MBA. Apenas 10,7% daqueles que se inscrevem vão, de fato, ocupar os bancos da escola a um custo anual de 61,2 mil dólares.

A seleção passa por uma batelada de testes, análise do histórico acadêmico e do perfil do aluno, com base nas entrevistas feitas pela equipe de admissão. Para se aprovado, o aluno, além de ter um ótimo desempenho no GMAT (Graduate Management Admission Test) – em média nota 725 de 800 que é o máximo - também precisa comprovar boas notas na época de faculdade. O índice usado para medir o desempenho na graduação é o GPA e funciona da seguinte forma:

Conceito/nota GPA
A ou 90-100% 3.5-4.0 grade points
B ou 80-89% 2.5-3.49 grade points
C ou 70-79% 1.5-2.49 grade points
D ou 60-69% 1.0-1.49 grade points
F ou 0 - 59% 0.0 grade points

Em Harvard, em média os alunos têm GPA 3,66, ou seja, notas entre 9 e 10 predominam no histórico universitário dos selecionados.

Para quem achou quase impossível preencher estes requisitos, ser aceito no MBA no Stanford parece ser ainda mais complicado. A escola de negócios da universidade, que ficou em segundo lugar no ranking do US News tem uma taxa de aceitação menor do que a de Harvard: apenas 6,1% dos candidatos passam pelo crivo da seleção de MBA em Stanford.

Confira, nas fotos, estes e os outros requisitos e preços das fez escolas mais bem avaliadas no ranking do US News.

Tópicos: Cursos no exterior, Cursos de MBA, Pós-graduação, Educação executiva, Faculdades e universidades, Rankings de faculdades, Carreira jovem