O que os jovens pensam sobre o futuro do trabalho

São Paulo – O que as transformações pelas quais o mercado de trabalho vai passar nos próximos anos impõem à agenda dos jovens?

A chamada Quarta Revolução Industrial - era da inteligência artificial, dos rôbos, impressão 3D, da nanotecnologia e da internet das coisas - vai cortar milhões de postos de trabalho, segundo relatório apresentado hoje pela entidade que organiza o Fórum Econômico Mundial.

E para enfrentar a competitividade crescente e as novas demandas no que diz respeito a habilidades técnicas e comportamentais, jovens já começam a desenhar um plano de desenvolvimento para a carreira.

É o que revela uma pesquisa da Infosys divulgada hoje. Com a participação jovens de países como Índia, África do Sul, Brasil, China, Grã-Bretanha, França, Austrália e Alemanha, o levantamento traz seus interesses e perspectivas para o futuro. Foram entrevistados mil jovens de cada um dos países, com idades entre 19 e 25 anos.

A importância da tecnologia aprece estar clara para grande parte dos participantes, sobretudo, aqueles oriundos de economias em desenvolvimento, como Índia, África do Sul, Brasil e China. Confira, nas fotos, sete descobertas da pesquisa:

Tópicos: Carreira e Salários, Carreira, Jovens, Pesquisas