São Paulo – Na próxima terça-feira, dia 22, a Câmara de Comércio Brasil (CCBC) – Canadá promove, em parceria com o Ministério da Imigração do Québec, uma palestra gratuita em São Paulo para apresentar as oportunidades de trabalho para os interessados em emigrar para a província de Quebéc, região canadense de língua francesa. As inscrições podem ser feitas pelo site da CCBC e o evento será realizado às 8h30 no MuBE, no Jardim Europa.

O foco da palestra são os profissionais brasileiros da área de TI que falam francês. O conhecimento da língua é fator decisivo no processo de imigração, segundo o Ministério da Imigração, Diversidade e Inclusão do Québec, que é parceiro da CCBC na realização do evento.

Também participa da palestra a Abacus RH, empresa do Quebéc, especializada no recrutamento de estrangeiros qualificados para oportunidades estratégicas na área de TI. De acordo com informações da empresa, até 2019, serão criadas 49 mil vagas neste setor de tecnologia da informação e comunicações.

Graduados em ciência da computação, engenharia da computação são os mais buscados para as oportunidades de análise e administração de dados. Designers, desenvolvedores web, programadores e desenvolvedores de mídias interativas, analistas e consultores de informática e gestores de sistemas também estão entre os profissionais com mais chances de encontrar emprego rapidamente na província. Nestas áreas, os salários variam entre 27 e 40 dólares canadenses por hora e 25% dos profissionais que trabalham no Quebéc nestas áreas são estrangeiros.

Outras áreas em alta para brasileiros no Quebéc

Ao contrário Brasil, o setor da construção civil da província canadense está em franca expansão e precisará de 11 mil profissionais até o fim do ano. Engenheiros civis brasileiros que validarem seus estudos e conseguirem a aprovação na Ordem dos Engenheiros do Quebéc têm boas chances de empregabilidade. O desemprego no setor é de apenas 3,4% e 30% dos novos membros da Ordem dos Engenheiros do Quebéc são formados fora do Canadá.

Técnicos em construção de edifícios, em materiais para edificações, mecânica de precisão e em controle de obras também estão entre os profissionais mais demandados. Na construção civil, os salários variam entre 28,30 e34,10 dólares canadenses por hora.

Referência no setor financeiro, o Quebéc tem mais 6,8 empresas do setor instaladas em seu território que empregam aproximadamente 60 mil pessoas. Quem trabalha nas áreas de análise financeira e de investimentos, consultoria em gestão empresarial, desenvolvimento econômico, pesquisa e consultoria financeira especializada, marketing e recursos humanos também tem boas chances de emprego na região. Salário na área administrativa e financeira variam entre 21,40e 26,6 dólares canadenses por hora.

Formados em engenharia aeroespacial, técnicos de construção aeronáutica e de manutenção de aeronaves também encontram boas chances profissionais. São mais 212 empresas de desenvolvimento e produção aeroespacial na província. Os salários variam de 28,85 a 35,71 dólares canadenses por hora e mais de 40 mil profissionais estão trabalhando nestas áreas no Québec, uma das cinco regiões do mundo com mais oportunidades de trabalho no setor aeroespacial.

Profissionais da área de ciência biológicas também encontram mercado de trabalho robusto no Quebéc. São mais 45 mil postos de trabalho, em mais de 400 empresas, entre elas 70 grandes farmacêuticas, nove grupos de pesquisa em saúde pública, 18 redes de pesquisa e 20 centros públicos de pesquisa.

São mais procurados, os graduados em engenharia biomédica, engenharia de bioprocessos e biotecnologia, biólogos, técnicos e tecnólogos em produção farmacêutica e em química para quem são oferecidas remunerações entre 21,28 a 31,22 dólares canadenses por hora.

Programas de imigração

Os brasileiros podem optar por dois programas de imigração: o permanente e temporário. O primeiro, como o nome já diz, é para quem quer residência fixa na região.

Falar francês, ter uma profissão na lista das mais demandadas (como as citadas acima) e cumprir os critérios da candidatura são os principais requisitos. Há mais chances para quem tem até 35 anos de idade e conhecimento de inglês e experiência comprovada na área são diferenciais no processo.

Uma segunda iniciativa do governo do Quebéc para estimular a chegada de profissionais qualificados é voltada exclusivamente para quem trabalha com TI e é para trabalho temporário. O Programa de Trabalhadores Temporários exige que o brasileiro tenha um contrato de trabalho prévio de uma empresa quebequense.

Nesse caso, o profissional primeiro deve se inscrever para as ofertas de trabalho das empresas participantes do programa e esperar pela aprovação. Falar francês também é um requisito básico para participar.

SERVIÇO:

Palestra sobre o mercado de TI no Québec
Data: 22/3, terça-feira, às 8h30
Local: Teatro MuBE - Rua Alemanha, 221, Jardim Europa, São Paulo.
O evento é gratuito.
Informações e inscrições: site da CCBC.

Tópicos: Canadá, Países ricos, Carreira e Salários, Carreira, Oportunidades profissionais, Tecnologia da informação