Os relatos mais mirabolantes de quem se atrasou para trabalhar

São Paulo –No fim do ano passado, o site CareerBuilder perguntou a 3,2 mil profissionais Estados Unidos com que frequência eles chegam atrasados no trabalho. Ao menos uma vez por mês foi a resposta de 25% deles. Para outros 13%, perder a hora é quase que um hábito semanal.

Em grandes cidades, geralmente, a justificativa mais comum diz respeito à locomoção. Trânsito carregado ou problemas no transporte público são os principais obstáculos à pontualidade.

Mas, esqueça o que é corriqueiro. As desculpas que você encontra nesta lista, elaborada a partir das respostas de 2,5 mil gestores de recursos humanos para a mesma pesquisa, não são nada comuns. Nada de tráfego ruim, ou de despertador quebrado.

De cabelo que pegou fogo a um urso dorminhoco, estes funcionários inovaram em suas justificativas. Verdadeiras ou não, as histórias são, no mínimo, criativas. Resta saber qual foi a reação dos chefes que as ouviram. Veja, nas fotos, os relatos mais mirabolantes:

Tópicos: Carreira e Salários, Carreira, Chefes, Pesquisas