Acertei 39 questões na 1ª fase do 8º exame da OAB. E agora? 

A prova da 1ª fase do VIII Exame de Ordem - OAB que aconteceu no último domingo, de fato, não estava fácil. Acertar 40 ou mais questões é sinal de que a aprovação nessa fase está garantida.  Para quem está neste grupo,  a dica é se preparar para a 2ª fase do Exame, que exige conhecimentos específicos da área escolhida. Muito treino, consultar a legislação de maneira correta e eficaz e aprender o “esqueleto” básico das principais peças é o que o candidato deve fazer de hoje até o dia da prova – 21 de outubro de 2012. 

Quanto aos que acertaram menos de 40 questões, o que fazer?  Nada de desespero. Primeiro ponto a ser analisado é que, de acordo com os especialistas do Damásio, há pelo menos três questões passíveis de recurso (umas com argumentos mais fortes, outras com argumentos mais fracos), considerando o gabarito preliminar anunciado no dia 9 de setembro pela OAB/FGV.

Como o resultado deve ser publicado no dia 19 de setembro, e até lá a OAB poderá alterar o gabarito divulgado no domingo, somente após esse prazo o candidato deverá interpor os recursos (de 19 a 22 de setembro).

Importante ressaltar que o fato de existirem pelo menos três questões passíveis de recurso não implica, necessariamente, que a OAB vá anular as referidas questões.

Pela experiência que tenho na preparação para o Exame de Ordem, atuando na área há mais de dez anos, penso que, no máximo, será anulada uma questão; com sorte, duas. 

Isso quer dizer que quem acertou 38 ou 39 questões deve cogitar a possibilidade de se preparar para a 2ª fase do Exame, especialmente porque o gabarito definitivo (após análise de recursos) está previsto para 4 de outubro e a prova prático-profissional deve ocorrer em 21 de outubro, ou seja, os 16 dias para preparação poderão se mostrar absolutamente insuficientes.

Evidente que há o risco de o candidato se preparar para a 2ª fase e a OAB não anular nenhuma questão. Nessa hipótese, vale uma análise: o conhecimento obtido nunca é desprezado.

Se você está no rol dos que acertaram 36, 37, ou um número menor de questões, não acredito que as anulações permitam sua aprovação, portanto, foco total e absoluto na preparação para o IX Exame de Ordem, com prova prevista para 16 de dezembro.

O mais importante agora é que, estando de um lado ou do outro, o candidato não pode tirar o foco da preparação. Estudar e se preparar é o caminho mais curto para a aprovação.

 
 
 
Marco Antonio Araujo Junior: Vice-Presidente Acadêmico do Damásio Educacional
 
Marco Antonio Araújo Junior, advogado. Vice-presidente  pedagógico do Damásio Educacional
 

Tópicos: Advogados, EXAME da OAB, OAB, Oportunidades profissionais