São Paulo - Quando criança, Renan Rebolho observava a paixão do pai, Celso Colli, pelo trabalho na Ford e pela engenharia automotiva. “Eu acompanhava o trabalho dele na fábrica e via que ele era apaixonado pelo que fazia e isso foi aguçando minha curiosidade”, lembra Renan.

O brilho nos olhos ao falar da profissão, Colli herdou do pai, avô de Renan, que fez carreira e se aposentou também trabalhando na Ford. “Meu pai só falava na Ford e me incentivou bastante a estudar engenharia”, conta o engenheiro de produção, que hoje é executivo da Ford, com 35 anos de empresa.

A influência recebida do pai foi passada para os filhos Renan e Allan Rebolho. Os dois estudaram engenharia. O primeiro já está há 6 anos na Ford e o segundo há 10 meses. “Parece que está no sangue, também tenho tios e primos na indústria automotiva”, conta Renan. Ele diz que não consegue se ver trabalhando com outra coisa. “Para mim, ter meus dois filhos trabalhando na mesma empresa do que eu é uma alegria, uma satisfação, porque sempre os incentivei”, diz Colli. 

“Os pais influenciam seus filhos a partir do exemplo e das suas atitudes”, diz Maurício Sampaio, autor do livro “=Influência positiva – Pais & filhos: construindo um futuro de sucesso (Editora DSOP). De acordo com ele, são 5 atitudes principais dos pais que fazem toda a diferença na escolha e no sucesso profissional dos filhos. “ Ao conversar com executivos e ouvir suas histórias de sucesso percebo que essas atitudes dos pais aparecem”, diz Sampaio. Confira quais são elas:

1 Vencedor

“É aquele comportamento de enaltecer o lado positivo da conquista e do esforço”, diz Sampaio. Como fez Colli com seus filhos, ao mostrar a paixão pelo trabalho e pela empresa.

De acordo com Sampaio, pesquisas indicam que, por exemplo, alunos incentivados e recompensados pelo esforço tendem a enfrentam melhor os desafios.

É claro que a vida não é um mar de rosas e filhos percebem quando algo vai mal na vida dos pais mas, de acordo com Sampaio, o que vale é mostrar que obstáculos e dias difíceis fazem parte da trajetória e não é certo adotar um comportamento derrotista.

2 Treinador

É atitude de coach, segundo Sampaio. “É mostrar que está junto do filho, dedicar tempo a ele”, diz o autor. Conversar sobre objetivos e metas para a vida profissional é importante, diz Sampaio.

3 Pai (mesmo)

Estabelecer um diálogo e participar da vida e das conquistas do filho. É esse tipo de comportamento que Sampaio chama de atitude de pai. “É importante saber que os paradigmas mudaram e aceitar a mudança é o primeiro passo”, diz Sampaio. 

4 Educador

“Falo para o Renan e o Allan fazerem como eu faço. Dou conselho para não faltar, não chegar atrasado, ser comprometido, responsável, ter respeito pelas regras e procedimentos da empresa”, diz Colli.

“O verdadeiro educador ensina e aprende ao mesmo tempo”, diz Sampaio. O pai disposto a educar saber que vai aprender muito também com o seu filho. 

5 Inovador

O comportamento inovador de um pai também vai influenciar positivamente o filho. Tanto em relação ao uso de recursos tecnológicos como também na própria relação, criando novas estratégias de aproximação e relacionamento.

Tópicos: Atitude, Carreira e Salários, Carreira, Dia dos Pais, Sucesso