Mercado Livre vai contratar 125 profissionais de todos os níveis

Expectativa é reforçar o time com 400 novas contratações neste ano. Gerente de RH diz que tipo de profissional chama atenção na hora entrevista

São Paulo – Se 2016 já tinha sido o melhor ano da sua trajetória no Mercado Livre, 2017 está superando as expectativas de Helen Menezes, gerente de recursos humanos da empresa no Brasil.

É que a executiva, que está há 11 anos na empresa, está colecionando novas contratações: até junho foram 374, 85% a mais do que no primeiro semestre do ano passado. Tudo para dar sustentação ao crescimento do negócio, cada vez mais é usado como alternativa de renda para pessoas fora do mercado formal.

No primeiro trimestre a receita líquida da empresa cresceu 74% e fechou  273,9 milhões de dólares. “Segundo a pesquisa da Ecolatina (2016), 372 mil pessoas na América Latina têm o Mercado Livre como principal ou única fonte de renda, 111 mil delas só no Brasil”, diz Helen.

E ela garante que enquanto bons ventos soprarem para a empresa há muito mais oportunidades por aí. São 125 vagas abertas agora. A sua expectativa é aumentar o time, que tem atualmente 1.350 funcionários, em mais 400 pessoas até o fim do ano.

“Pretendo fechar essas contratações em 60 dias. Mas podem ter mais outras depois”, diz Helen. Entre 125 oportunidades, a maioria (56%) são das áreas de suporte à operação, como atendimento, 24% são para área de tecnologia e 20% para área de apoio ao negócio, como o departamento comercial, RH, finanças.

Em São Paulo, há oportunidades para as áreas comercial, atenção ao cliente e tecnologia da informação e os selecionados vão trabalhar na Melicidade, campus da empresa em Osasco (SP). Há 100 vagas de tecnologia que são para trabalhar em Florianópolis, (SC) e outras cidades com oportunidades pontuais, principalmente na área comercial, são Brasília (DF), Fortaleza (CE), Londrina (PR), São José dos Campos (SP) e Curitiba (PR).

Quem chama atenção na hora da entrevista, segundo a gerente de RH

As competências técnicas de cada vaga estão descritas na seção de empregos do site do Mercado Livre, onde são recebidas as candidaturas.

Lá também é possível conhecer mais da cultura do Mercado Livre, aspecto essencial para se destacar na seleção. “Vamos buscar pessoas com perfil empreendedor, que tem sentimento e comportamento de dono”, diz Helen.

Mais do que um currículo cheio de especializações, quem mostrar com exemplos reais que sabe trabalhar de forma colaborativa, com foco em inovação e sem medo de errar vai sem dúvida alguma chamar a atenção da executiva durante o processo seletivo.

“Quando a gente vê que o comércio eletrônico é só 4% do varejo no Brasil a gente sabe que tem muito a fazer. Por isso a inovação é tão importante”, diz a gerente de RH.