Homens superam as mulheres em networking online

LinkedIn aponta que, no Brasil, os homens são mais estratégicos do que as mulheres para construir rede de contatos

São Paulo – Quando se trata de networking profissional online entre os internautas brasileiros, os homens levam vantagem sobre as mulheres. Levantamento da rede de relacionamentos profissionais LinkedIn aponta que no Brasil os homens são mais estratégicos no networking online do que as mulheres.

O LinkedIn define esta diferença no networking profissional como uma relação entre duas variáveis: a quantidade de conexões que homens e mulheres possuem e a proporção de homens e mulheres que possuem um perfil na rede social.

Mesmo em áreas que em teoria deveriam ter uma supremacia das internautas, como recrutamento e seleção, são os homens quem se fazem mais capazes no networking online.

Para Ana Maria Coelho, especialista em carreiras e gerente regional no Sebrae-SP, é comum ouvir mulheres dizendo que fazer networking é simples, mas elas acabam perdendo os seus contatos por falta de interação, diz.

Segundo o ranking de “estratégia para o networking profissional”, do LinkedIn, os homens são melhores em suas conexões nas indústrias de Animação, Capitais de Risco e Capital Privado, Utilitários, Semicondutores e Recrutamento e Seleção. Em compensação, elas são mais estratégicas em: Angariação de Fundos, Entrega de Mercadorias e Fretamento, Serviços Familiares ou Individuais, Construção Naval e Hardwares e Computadores.

Tanto homens quanto mulheres brasileiras são igualmente bons em: organizações sociais e cívicas, entretenimento, internet, maquinaria e transporte rodoviário e ferroviário.