Curso para CEOs aproxima Vale do Silício à realidade brasileira

Baseado no programa de parceria entre as universidades de Stanford e Harvard, o CEO FGV adapta a experiências de empresas americanas ao contexto do Brasil

São Paulo – Seja no Vale do Silício ou no Brasil, a sobrevivência de uma empresa passa pela capacidade de suas lideranças de lidar com mudanças no mercado. Para aumentar as chances de adaptação das brasileiras, a IBE-FGV lançou um módulo com o tema Liderança Estratégica para a Longevidade Corporativa em Ambientes Dinâmicos (Strategic Leadership for Corporate Longevity in Dynamic Environments), que acontece em São Paulo, de 26 a 28 de julho.

O curso é resultado de um trabalho de quatro anos – em parceria inédita da Fundação Getulio Vargas com o mediaX at Stanford University. O objetivo é trazer para o Brasil o conhecimento disponível na própria Stanford e em Harvard, a respeito de longevidade corporativa e inovação disruptiva por meio do programa de formação CEO FGV.

O conteúdo do curso – desenvolvido para altos executivos – é baseado nas experiências americanas, segundo o presidente da IBE-FGV, Heliomar Quaresma. Mas é totalmente adaptado à realidade do Brasil, que vive um contexto de recessão político-econômica. “É imperativo que as empresas brasileiras estejam organizadas e preparadas para romper padrões em ambientes domésticos e internacionais cada vez mais complexos”, diz.

CEO FGV traz, pela primeira vez na América Latina, o conteúdo exclusivo sobre longevidade corporativa

CEO FGV traz, pela primeira vez na América Latina, o conteúdo exclusivo sobre longevidade corporativa (CEO FGV//Divulgação)

Um dos professores é o PhD. Robert Burgelman, reconhecido por suas publicações como docente das universidades da Antuérpia, Cambridge, Harvard e de Nova York, e os 150 estudos de caso sobre empresas e organizações de vários setores. O principal tema de estudo do especialista gira em torno dos processos adotados por companhias interessadas em adentrar novos negócios e abandonar empreitadas em curso.

Burgelman começou a trabalhar na Escola de Administração de Stanford como professor assistente em 1981. Tem graduação em Economia Aplicada pela Universidade da Antuérpia (Bélgica), mestrado em Sociologia e doutorado em Gestão Organizacional pela Universidade de Columbia. Em 2003, recebeu o título de Doutor Honoris Causa, da Escola de Administração da Universidade de Copenhague, por suas contribuições ao estudo da inovação corporativa e empreendedorismo. Como docente das universidades da Antuérpia, Cambridge, Harvard e de Nova York, é reconhecido por suas publicações e os 150 estudos de caso sobre empresas e organizações de vários setores.

Durante os três dias de evento, os participantes também terão aulas com diretora do mediaX, Martha Russel, e Pedro Mello, da FGV.

Serviço

As inscrições para o novo módulo internacional do programa CEO FGV, realizado pela Fundação Getulio Vargas, através da IBE-FGV, estão abertas. A abertura do evento contará com a presença do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, no dia 26 de julho (quarta-feira). A certificação internacional terá o selo da Stanford University. As vagas são limitadas.

O módulo possui tradução simultânea e é destinado a CEOs, presidentes, vice-presidentes, diretores-gerais e conselheiros de empresas, além de profissionais seniores com potencial para assumir esses cargos em suas corporações.