As 11 maiores causas de estresse no trabalho

O que mais deixa você nervoso em sua rotina? Pesquisa mostra as principais causas de estresse no ambiente de trabalho

São Paulo – O que mais deixa você nervoso no trabalho? A desorganização entre as equipes, a pressão de seu chefe ou a incerteza sobre os rumos de sua empresa? Se todos esses problemas são fonte de dor de cabeça diária, saiba que você não está sozinho.

Uma pesquisa feita pela empresa de gestão de projetos Wrike com mais de 1.400 profissionais pelo mundo mostrou quais são as principais causas de estresse no ambiente de trabalho.

Mais da metade dos entrevistados aponta o descompasso de informações como sua maior fonte de irritação.

A dificuldade em organizar o trabalho acumulado – e dar prioridade a uma ou outra tarefa – também tira muitos profissionais do sério.

Veja a tabela a seguir com as 11 principais causas de estresse apontadas pelo estudo:

Causa do estresse Porcentagem dos entrevistados
1. Desencontro de informações 52%
2. Problemas com prioridade de tarefas 51%
3. Metas irreais 49%
4. Mudanças de prazos 47%
5. Liderança confusa 44%
6. Atribuição de tarefas pouco claras 44%
7. Distorção de funções 43%
8. Falta de colaboração e coordenação 42%
9. Falta de força de vontade da equipe 37%
10. Pouco envolvimento de patrocinadores 28%
11. Incerteza sobre o próprio papel no projeto 24%

Segundo o CEO da Wrike, Andrew Filev, não existe um remédio único para todos esses males. Porém, uma melhor comunicação entre gestores e funcionários é um bom ponto de partida, disse o executivo em entrevista ao Business Insider.

Veja a seguir o que você pode fazer para driblar os cinco maiores gatilhos de estresse, segundo a pesquisa:

Informações desencontradas
Nada é mais frustrante para os profissionais do que não ter acesso a informações que outras equipes possuem. Muitas vezes, isso ocorre porque as empresas operam em vários países e não conseguem articular seus funcionários da maneira ideal.

Uma maneira de contornar o problema, segundo Filev, está no bom uso das novas tecnologias. Se você tem acesso a um sistema de dados centralizado, é possível trocar conhecimento e – o mais importante – evitar a repetição desnecessária de tarefas.

Excesso de trabalho
A pilha de trabalho em sua mesa só aumenta a cada dia? De acordo com o especialista, ainda não existe método contra o acúmulo de responsabilidades no trabalho.

Ainda assim, é possível reorganizar – e até eliminar – as tarefas de acordo com as demandas de sua empresa e do mercado. Outra opção é aprender a dizer “não” ao que não é essencial

Metas impossíveis de serem cumpridas
Ninguém sabe melhor do que você se há ou não tempo hábil para alcançar um objetivo que lhe foi atribuído. Segundo Filev, isso não acontece porque seus gestores pensam que você é um super-homem. Na maior parte dos casos, há um descompasso de informações.

A dica é simples: saiba comunicar a seus colegas e superiores tudo o que você está fazendo e por que aquilo é o mais importante no momento. É impossível fazer um milhão de coisas ao mesmo tempo, mas é possível fazer o necessário.

Mudança repentina do deadline
Se você ainda não se acostumou a ter que acelerar uma tarefa de uma hora para a outra, é bom ir se habituando. Os deadlines mudam o tempo todo, lembra Filev, e isso é uma realidade em todo o mundo corporativo.

Ao invés de se estressar, tente antecipar mudanças e seja cada dia mais ágil para corresponder a elas.

Chefe perdido
Se você já se sentiu completamente sem rumo com a falta de liderança de seu chefe, lembre-se de que ele também é humano. Para Filev, costumamos esquecer que nossos gestores podem ficar tão sobrecarregados quanto nós.

Se você está estressado com a desorientação do seu líder, o melhor caminho é a conversa. Mas tome cuidado: é preciso ser transparente, respeitoso e preparar suas perguntas para não ser mal interpretado.