Dólar R$ 3,27 -0,54%
Euro R$ 3,65 0,07%
SELIC 11,25% ao ano
Ibovespa 1,36% 64.085 pts
Pontos 64.085
Variação 1,36%
Maior Alta 4,89% RADL3
Maior Baixa -6,09% JBSS3
Última atualização 26/05/2017 - 17:20 FONTE

Apesar de crise, ainda há oportunidades de carreira para engenheiros

Há vagas para especialistas em logística e vendas técnicas, áreas que otimizam custos e trazem negócios.

Quais são as posição mais demandadas pelo mercado? Quais competências ajudam os profissionais a manter o passe valorizado? Um levantamento feito com base no Guia Salarial 2017 da consultoria Robert Half e divulgado com exclusividade na VOCÊ S/A, mostra que, embora os salários não tenham tido grandes reajustes, as empresas precisam de pessoas que estão dispostas a colocar a mão na massa e usar a crise como um momento para aprender mais e assumir novas responsabilidades.  A seguir, você confere o sexto dos oito setores avaliados com carreiras em alta

6. Engenharia

Busca por resultados

Embora a construção civil e o setor de infraestrutura, responsáveis por absorver muitos engenheiros, estejam em crise, há outras oportunidades interessantes para esses profissionais. O agronegócio é uma delas. A área, que teve um crescimento de 1,76% no PIB no primeiro semestre de 2016, continua contratando engenheiros, principalmente para atuar com soja, milho, açúcar e algodão. “Há vagas para toda a cadeia, desde o engenheiro agrônomo que cuida da plantação, passando pelo engenheiro especializado em vendas que negocia a commodity, até o profissional que faz negociações portuárias com objetivo de exportar”, diz Isis Borge, consultora da Robert Half. 

Leia mais

Solução de conflitos é a responsável pela ascensão na carreira jurídica

Crescem as oportunidades nas áreas de vendas e marketing

Inovações elevam as vantagens de fazer carreira no mercado financeiro

Por ter uma atuação importante na otimização de custos, a área de logística continua aquecida desde o ano passado. Só que o perfil do profissional desse setor está mudando. Agora é preciso estar alinhado às novas tecnologias (entender profundamente de sistemas e Excel conta pontos), possuir um bom nível de inglês (há mais vagas em multinacionais com estruturas matriciais) e ter um olhar estrategista (os recrutadores buscam quem entenda o todo e atue como parceiro de negócio). “Ainda existem lacunas de tecnologia na logística, então profissionais que têm esse conhecimento saem na frente”, diz Carolina Cabral, consultora da Robert Half. Com o mesmo objetivo de controle de custos, a área de melhoria contínua é outra que está em alta.

Além disso, há demanda em vendas técnicas. Como fechar negócios está difícil, é necessário ter conhecimento do produto e disposição para encontrar novos clientes. “Tem que estar disposto a passar 80% do tempo do trabalho na rua, visitando clientes. Por isso, ter disposição para viagens constantes é fundamental”, afirma Isis. 

Competências essenciais

• Boa comunicação

• Habilidade de relacionamento entre áreas

• Flexibilidade

Onde há vagas

• Agronegócios

• Alimentos

• Bens de consumo – destaque para setor de cosméticos  

• Tecnologia 

• Indústria química 

• Bens de capital 

• Equipamentos médicos

 

Salários em alta

Gerente de planejamento

• Empresas P/M*= alta 18,6%

   2016: de 8 000 a 13 500 reais

   2017: de 10 000 a 15 500 reais

• Empresas G*= alta de 3,8%

   2016: de 9 500 a 17 000

   2017: de 10 000 a 17 500

Analista de logística

• Empresas P/M*= alta de 8,7%

   2016: de 4 500 a 7 000 reais

   2017: de 4 500 a 8 000 reais

• Empresas G* = alta de 11,1%

   2016: de 4 500 a 9 000 reais

   2017: de 5 000 a 10 000 reais

Gerente de vendas técnicas 

• Empresas P/M* = alta de 2,4%

   2016: de 14 000 a 27 000 reais

   2017: de 15 000 a 27 000 reais

• Empresas G*= alta de 2,2%

   2016: de 16 000 a 30 000 reais

   2017: de 17 000 a 30 500 reais

*Divisão baseada em faturamento:

– P/M: até 500 milhões de reais; 

– G: acima de 500 milhões de reais

Esta matéria foi publicada originalmente na reportagem de capa edição 218 da revista Você S/A

Você S/A | Edição 218 | Setembro de 2016