9 instituições que dão bolsas de estudo para brasileiros

Confira onde é possível se inscrever para seleções de bolsas de estudo para graduação e pós no Brasil e também no exterior

São Paulo – Experiência internacional, inglês afiado e diploma carimbado por uma instituição – nacional ou estrangeira – renomada entram no pacote dos tais diferenciais de carreira, tão valorizados pelo mercado de trabalho.

Mas, com o dólar valendo o triplo do real e anuidades das universidades de maior prestígio no mundo custando milhares de dólares, recorrer a bolsas de estudo pode ser a única alternativa para completar a graduação ou a pós no exterior.

A equipe da Fundação Estudar preparou uma lista com o “caminho das pedras” para interessados em participar das seleções de bolsas por lá e também em mais outras 8 instituições e órgãos. Confira:

1. Fundação Estudar

Oferece bolsas que cobrem de 5% a 95% do valor de graduações, pós e intercâmbios acadêmicos. As inscrições estão abertas até o dia 31 de março.

Podem participar das seleções candidatos entre 16 anos e 34 anos matriculados ou em processo de admissão em cursos de graduação e pós (MBA, mestrado, doutorado e pós-doutorado) no Brasil ou no exterior. No ano passado, foram 30 mil inscritos e 28 selecionados. Boas notas são essenciais, já que as bolsas são concedidas por mérito.

2. Fundação Lemann

A fundação mantém o programa Lemann Fellowship que dá bolsas de pós-graduação para cursos específicos em universidades parceiras no exterior como, por exemplo, Yale, Stanford, Harvard, MIT, Columbia e Oxford.

Os bolsistas são selecionados pelas próprias universidades, por isso é preciso já ter sido aprovado por meio do processo regular de admissão.

3. Governo Brasileiro

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) e o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) são dois dos órgãos governamentais que selecionam para bolsas de graduação, mestrado e mestrado profissional, doutorado e pós-doutorado no exterior.

Mas a maior oferta de bolsas de estudos concedidas pelo governo parte do programa Ciência Sem Fronteiras. A meta é chegar a 101 mil bolsas concedidas até o fim do ano nas áreas de ciências exatas e biológicas. Na página do programa é possível verificar o valor das bolsas nas diferentes modalidades de estudo.

4. Santander Universidades

O forte do programa de bolsas de estudo do Banco Santander são os intercâmbios acadêmicos para estudantes de universidades brasileiras conveniadas. Há opções para cursos na China, Portugal, Espanha. Interessados em temporadas de intercâmbio na China ou na Espanha podem se inscrever até o dia 29 de março. Já o programa para intercâmbio em Portugal aceita inscrições até o dia 10 de maio, mas é apenas para alunos de faculdades públicas conveniadas.


5. Fundação Carolina

 A fundação oferece bolsas para cursos rápidos (de verão), pós-graduação (especialização, mestrado e doutorado) na Espanha. Neste ano, já foram oferecidas mais 540 de bolsas, mas as inscrições foram encerradas no começo do mês. Foram mais 48 mil candidatos interessados

Mas, até o dia 9 de abril, ainda dá tempo de concorrer às chamadas bolsas de mobilidade para interessados em complementar a formação acadêmica em instituição espanhola de ensino.

6. Fundação Fulbright

Oferece bolsas de estudo para alunos de pós-graduação, jovens profissionais e artistas interessados em estudar nos Estados Unidos. A fundação é parceira do programa Ciência sem Fronteiras, do governo federal.

Os prazos para as seleções variam conforme o programa escolhido, por isso o ideal é ficar de olho no site da Fulbright, ou na página da fundação no Facebook, onde sempre são publicadas as novidades.

7. Orange Tulip Scholarship Brazil

É um programa de bolsas de estudo promovido pelo governo da Holanda e tem 76 bolsas destinadas exclusivamente a brasileiros, em 22 instituições de ensino. As inscrições estão abertas até o dia 1º de abril.

As bolsas são para graduação, MBA ou mestrado, em cursos ministrados em inglês, ou seja, não é preciso falar holandês. Há opções para diversas áreas, de artes a negócios, passando por ciências e saúde. O valor da bolsa pode chegar a 32,5 mil euros (107,5 mil reais) e o valor da ajuda de custo, até 24 mil euros (79,3 mil reais).

8. Chevening

As bolsas Chevening são para estudar em universidades do Reino Unido, por iniciativa do governo de lá. A última edição do programa (para 2014/2015) teve a oferta de 600 bolsas de estudo.

A próxima seleção (para 2016/2017) deve começar em agosto. Não há área específica. Entre as instituições participantes estão as universidades de Cambridge, Oxford, Exeter, Durham, entre outras. O valor da bolsa é de 13 mil libras esterlinas (60,39 mil reais).

9. Erasmus Mundus

O programa Erasmus Mundus é financiado pela União Europeia e oferece bolsas integrais para mestrado e doutorado, além de opções de intercâmbio para estudantes de graduação e pós em universidades de países europeus.