Dólar R$ 3,28 0,39%
Euro R$ 3,67 -0,04%
SELIC 11,25% ao ano
Ibovespa 0,95% 63.257 pts
Pontos 63.257
Variação 0,95%
Maior Alta 5,04% SMLE3
Maior Baixa -3,99% MRFG3
Última atualização 24/05/2017 - 17:20 FONTE

6 estratégias para ter um perfil impecável no LinkedIn

Mesmo pequenas alterações nas configurações do seu perfil ou na forma como você se relaciona no LinkedIn podem provocar grandes mudanças

São Paulo — O LinkedIn acaba de alcançar a marca de 500 milhões de usuários no mundo todo. Mas, desse quase meio bilhão de pessoas, grande parte não dedica tempo nem atenção suficientes para explorar as inúmeras possibilidades de uso da rede social

Azar o deles: segundo números oficiais da empresa, o site conta com mais de 10 milhões de vagas anunciadas, além de informações sobre mais de 9 milhões de empregadores. Em média, cada nova conexão de um usuário do LinkedIn representa 400 novas pessoas para quem ele pode ser apresentado.

Embora o currículo esteja longe de “morrer”, grande parte dos recrutadores conhece e procura candidatos por meio do LinkedIn. Isso para não falar na importância da rede para manter o networking aquecido, permanecer atualizado sobre sua profissão e fortalecer seu marketing pessoal.

Como, então, aproveitar essas oportunidades plenamente? Fernanda Brunsizian, gerente de comunicação do LinkedIn, responde com 6 dicas atualizadas com dados recentes da rede social, que você verá a seguir:

1. Tenha uma boa foto de perfil

Segundo informações oficiais da empresa, ter uma imagem no seu avatar aumenta em 9 vezes as solicitações de conexão na rede. É uma forma de ser reconhecido e humanizar a sua presença no site.

A foto não precisa ser perfeita; basta que mostre o seu rosto com clareza e, de preferência, tenha sido tirada em um ambiente profissional. Que fique claro: não vale publicar uma foto tirada no último churrasco em família, por exemplo.

2. Forneça dados para ser encontrado nas buscas

Recrutadores procuram candidatos no LinkedIn por meio de palavras-chave. Se você quer aparecer nessas pesquisas, tenha um perfil detalhado. Incluir as instituições em que você estudou, por exemplo, pode impulsionar em até 17 vezes a quantidade de mensagens enviadas por headhunters.

Informar a sua localização geográfica também é essencial: o dado aumenta em 23 vezes a probabilidade de o seu perfil ser encontrado no site.

3. Decida o que cada pessoa pode ver no seu perfil

Você sabia que pode escolher quais informações deseja tornar públicas no LinkedIn? Segundo Fernanda Brunsizian, gerente de comunicação da empresa, pode ser aconselhável não compartilhar com sua rede todas as atualizações do seu perfil.

“Em alguns casos, o usuário faz pequenas correções no resumo ou no detalhamento das experiências profissionais”, diz ela. “A rede de conexões nem sempre precisa ficar sabendo dessas alterações, já que não houve mudança significativa”.

Em tempo: se há uma atualização relevante na sua carreira, como um novo cargo, prêmio ou diploma, é recomendável que você habilite a opção para que as suas conexões sejam notificadas.

4. Capriche na seção “resumo”

Assim como ocorre no currículo, o resumo do seu perfil no site é a primeira parte que atrai os olhos do recrutador. Fale sobre suas habilidades, experiências e interesses. A dica da gerente do LinkedIn é fazer um texto de dois ou três parágrafos com bastante objetividade e atenção à norma culta do português.

Também é interessante incluir palavras-chave da sua área de atuação e elaborar um discurso suficientemente interessante para estimular o prosseguimento da leitura. Evite resumos longos (uma contradição em termos) ou muito genéricos.

5. Não tenha um perfil apenas em português

Você tem contatos profissionais fora do Brasil? Trabalha ou pretende trabalhar numa multinacional? Quer estudar no exterior? Se sim, é interessante ter um perfil em outro idioma para ser mais facilmente encontrado. Confira um tutorial do LinkedIn para fazer isso.

Mas cuidado: é importante verificar cuidadosamente a gramática, ortografia e estilo do seu perfil traduzido. “Um texto mal cuidado dá a impressão de desleixo com a carreira também”, diz a gerente do LinkedIn. Veja dicas de uma professora de inglês para montar o seu perfil sem “escorregar” no idioma.

6. Vá além do seu perfil

Caprichar no conteúdo do seu perfil ajuda muito, mas não é suficiente para aproveitar todo o potencial da plataforma. Segundo Brunsizian, também é importante compartilhar artigos, seguir canais e participar de grupos de discussão para se manter atualizado e bem integrado ao mercado.

Outra atividade bastante recomendada é publicar artigos de sua autoria no site. “Quando escreve um texto interessante e útil para a sua comunidade profissional, você ganha visibilidade e cria uma marca”, afirma Rodrigo Brancatelli, editor sênior da rede social. Descubra como publicar seus textos no LinkedIn e ganhar seguidores.