Dólar R$ 3,28 0,12%
Euro R$ 3,67 0,13%
SELIC 11,25% ao ano
Ibovespa -0,05% 63.227 pts
Pontos 63.227
Variação -0,05%
Maior Alta 22,54% JBSS3
Maior Baixa -4,09% CYRE3
Última atualização 25/05/2017 - 17:21 FONTE

5 riscos que você corre ao levar trabalho para casa

Levar trabalho para casa pode ser mais perigoso do que parece. Saiba como esse hábito afeta sua produtividade, saúde e comportamento

São Paulo – Se você se orgulha de ter passado muitos fins de semana e feriados de 2014 mergulhado em trabalho, talvez seja bom repensar seu conceito de produtividade.

A sugestão é de Rubens Pimentel, sócio da Ynner Treinamentos. Segundo ele, quem cultiva o hábito de levar trabalho para casa não merece nenhuma medalha.

“Quem faz isso, em geral, é o profissional incapaz de dar conta das suas obrigações no período designado para o expediente”, afirma. “É o improdutivo”.

Não que a carga de trabalho em muitas empresas seja pequena. “Há realmente muitos profissionais sobrecarregados, mas não 365 dias por ano”, opina Rubens. A raiz do problema, para ele, é a desorganização dos ambientes de trabalho.

“A tecnologia é um dos principais gatilhos de distração num escritório. As pessoas acreditam que são ‘multitarefa’, que conseguem checar emails a cada dois minutos, responder mensagens no celular e ainda por cima trabalhar. Isso não existe”, diz o executivo.

Segundo Ana Maria Rossi, presidente da ISMA-BR (International Stress Management Association do Brasil), o hábito de trabalhar constantemente está se tornando crônico. “O mais preocupante é que os próprios empregadores incentivam esse comportamento, esquecendo que isso é ruim para eles também”, afirma.

Mas por que essa prática pode ser tão nociva? Veja os riscos elencados pelos especialistas ouvidos por EXAME.com:

1. Sua produtividade pode despencar (ainda mais)
Não adianta se enganar: trabalho fora do expediente não é sinônimo de produção maior – que dirá melhor. “O cansaço causa déficit de atenção e maior propensão a erros”, diz Ana Maria. No longo prazo, o preço que se paga é entrar num ciclo interminável de entregas atrasadas e horas extras para compensá-las.

2. Você pode ficar mais “covarde” profissionalmente
O resultado de um experimento publicado recentemente no Journal of Consumer Research mostrou que o esgotamento físico e mental faz as pessoas a tomarem decisões mais seguras. Arriscar-se menos tem seu lado bom, mas também pode levar você a desperdiçar oportunidades profissionais e ser menos inovador.

3. Talvez você desaprenda a relaxar
Levar trabalho para casa significa sacrificar tempo de lazer e convivência social. Aos poucos, a disposição para interagir com familiares e amigos e até o bom humor podem começar a ficar escassos. “A pessoa pode não saber mais como se divertir”, alerta Pimentel.

4. Você fica mais propenso a problemas de saúde
Segundo Ana Maria, o corpo não passa ileso pelo excesso de trabalho. Entre os efeitos físicos mais comuns, ela cita dores musculares, dores de cabeça e distúrbios gastrointestinais. Do ponto de vista emocional, não é raro desenvolver ansiedade e irritabilidade.

5. Você pode ter dificuldades de relacionamento
Pessoas cansadas se tornam mais impacientes e irritadiças. “Esse estado de nervos faz aumentar muito a chance de elas se envolverem em brigas e discussões desnecessárias com colegas e chefes”, explica Ana Maria.