Wtorre diz não ter relação com fundos de pensão

A empresa é alvo da ação e o empresário Walter Torre Junior, fundador e CEO da companhia, teria sido conduzido coercitivamente à sede da PF em São Paulo

São Paulo – A Wtorre publicou nota sobre a Operação Greenfield, da PF, que apura desvios em fundos de pensão.

A empresa é alvo da ação e o empresário Walter Torre Junior, fundador e CEO da companhia, teria sido conduzido coercitivamente à sede da Polícia Federal em São Paulo nesta segunda-feira, 5, segundo fontes.

“O Grupo WTorre vem novamente à público esclarecer que não tem negócios na esfera do Poder Público. A companhia não teve e não tem nenhuma relação direta com nenhum dos fundos de pensão citados na Operação Greenfield. A companhia e seus executivos estão, sempre que solicitados, à disposição da Justiça e demais autoridades”, diz a nota.