Usina Angra 2 é desligada do sistema elétrico para reparos

A Eletronuclear esclareceu que o episódio "não representa risco à segurança da usina, de seus trabalhadores, da população ou do meio ambiente"

A Usina Angra 2 está desligada para reparos no sistema de água de alimentação principal, na parte não nuclear.

A unidade já havia sido retirada de operação na noite de sábado (18) devido à atuação indevida de um relé de proteção de um dos transformadores auxiliares da unidade.

Esta falha foi corrigida, e a usina chegou a ser reconectada ao sistema elétrico na manhã do dia seguinte (20).

Mas, às 8h36 do mesmo dia, foi novamente desligada por conta do novo problema.

Os técnicos da Eletronuclear estão trabalhando para restabelecer a operação de Angra 2.

Por enquanto, não há previsão de retorno da unidade.

Em nota, a Eletronuclear esclarece “que o episódio não representa qualquer risco à segurança da usina, de seus trabalhadores, da população ou do meio ambiente”.

Potência

A segunda usina nuclear brasileira começou a operar comercialmente em 2001.

Com potência de 1.350 megawatts, Angra 2 é capaz de atender ao consumo de uma cidade de 2 milhões de habitantes, como Belo Horizonte.

Angra 2 começou a ser construída em 1981, mas teve o ritmo das obras desacelerado a partir de 1983, devido à crise econômica que assolava o país naquele momento, parando de vez em 1986.

A unidade foi retomada no final de 1994 e concluída em 2000.