Um dia após a prisão de Geddel, Temer recebe irmão do ex-ministro

Um pouco depois do encontro entre Temer e o irmão de Geddel, o ex-ministro foi transferido hoje para a Penitenciária da Papuda, em Brasília

Brasília – O presidente Michel Temer recebeu nesta terça-feira, 4, o irmão do ex-ministro Geddel Vieira Lima, deputado Lucio Vieira Lima, em uma reunião no Palácio do Planalto. Geddel, que é amigo pessoal de Temer há mais de 30 anos, foi preso ontem.

O encontro aconteceu às 13h30, logo depois de uma reunião de Temer com o ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Moreira Franco, com líderes às 13 horas.

Os dois compromissos não estavam previstos inicialmente na extensa agenda de Temer, que dedicou o dia a atender parlamentares.

Um pouco depois do encontro entre Temer e o irmão de Geddel, o ex-ministro foi transferido hoje para a Penitenciária da Papuda, em Brasília.

Geddel foi preso ontem pela Polícia Federal em Salvador e chegou à Superintendência da PF em Brasília na madrugada de hoje.

Geddel foi preso preventivamente no âmbito da Operação Cui Bono, que investiga supostas práticas criminosas na liberação de créditos e investimentos por parte de duas vice-presidências da Caixa.

Ele também é acusado de tentar impedir que o doleiro Lúcio Funaro e o ex-deputado Eduardo Cunha façam delação premiada.

Com a prisão do ex-ministro da Secretaria de Governo, chamado de “mensageiro” pelo empresário Joesley Batista, da JBS, o Palácio do Planalto segue preocupado com possíveis investidas do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, sobre os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Secretaria-Geral). Investigados na Operação Lava Jato, eles são os auxiliares mais próximos do presidente Michel Temer.

Veja também
Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Francisco Paulo Lemos Della Zuana

    Pena de morte para Gilmar Mendes, Rena Calheiros, Aécio Neves, Luis Inácio, Temer Lulia, os Melos o senador e o juiz, Sarney, Cunha, Joesley e tantos outros…… Quando as grandes instituições do país apodrecem como é o nosso caso atual, onde o executivo está pútrido, fede mesmo, corrompido, desregrado, amoral, aético destruindo o povo e a nação o legislativo me parece ter sido sempre assim e o judiciário pior ainda não há mais que se falar em respeito às instituições só um ruptura brutal com a queda do executivo, o fechamento do legislativo e a destituição dos poderosos do judiciários pode nos resgatar as esperanças, com a cassação e prisão dos bandidos empoleirados lá e com a devolução da rapinagem deles aos cofres públicos, convocação de novas eleições mas com a grande maioria desses cafajestes, genocidas, usurpadores da vida e da esperança de todo um povo sem direitos políticos e presos, só assim e depois com uma constituinte que gere sim uma carta magna sem os absurdos dessa carta diria mínima, populista e ridícula redigida por um bando de desvairados posso o Brasil ressurgir como uma fênix maviosa desse urubu brasiu em que transformaram a nós e a Mátria amada.
     Responder

    Francisco Paulo Lemos Della Zuana 05 jul 2017 – 13h00
    Juiz Federal Marcelo Bretas prendeu na Lava Jato parte da máfia dos ônibus do Rio. Entre 9 mandados de prisão, foram presos o presidente da FETRANSPOR e o ex-presidente do DETRO/RJ.
    O filho de Jacob Barata, chefe da máfia, conhecido como “Rei do Ônibus” no Rio, Jacob Barata Filho foi preso ontem à noite no Galeão, tentando fugir.
    Sabe quem é padrinho de casamento da filha de Jacob Barata Filho?
    blob:https://web.whatsapp.com/5bd6264c-e036-4955-8692-5815a86293b2 Ele mesmo GILMAR LADRÃO MENTES