Tráfego é lento nas estradas de SP na volta do feriado

Congestionamentos causam lentidão nas principais vias de acesso à capital neste domingo

Sorocaba – As principais estradas de acesso à capital paulista registravam congestionamentos na tarde deste domingo (18), na volta do fim de semana prolongado pelo feriado de Corpus Christi.

Às 14h30, os carros formavam fila de 20 quilômetros na rodovia Castelo Branco, com o trânsito muito lento do km 72, em Itu, ao km 52, em São Roque. A rodovia dos Bandeirantes estava parada do km 76 ao km 58, na região de Jundiaí. Também havia lentidão do km 53 ao 49, na passagem por Itupeva.

Na Fernão Dias, no retorno para São Paulo, havia 13 quilômetros de congestionamento em Mairiporã, do km 44 ao km 58, e outros oito quilômetros em Bragança Paulista, do km 6 ao 14. A Dutra tinha 13 quilômetros de congestionamento na região de São José dos Campos. No Sistema Anchieta-Imigrantes, com a operação subida destinando oito pistas no sentido São Paulo, desde as 12 horas, havia congestionamento de 5 quilômetros no início da serra, pela Anchieta.

Acidentes com mortes marcaram o feriado prolongado em todo o interior. Na madrugada deste domingo (18), uma agente penitenciária de 28 anos morreu ao bater o carro num poste, no acesso à rodovia Raposo Tavares, em Presidente Epitácio. Outros três ocupantes do veículo ficaram feridos.

Na rodovia Deputado Cunha Bueno, uma jovem de 24 anos morreu depois de colidir o carro com um caminhão bitrem.

Na rodovia Percy Waldir Semeguini, um jovem de 27 anos morreu quando o automóvel que dirigia bateu em outro veículo. Os dois ocupantes do outro carro ficaram feridos.

No sábado, duas meninas de 2 e 4 anos morreram quando o automóvel em que viajavam bateu numa carreta, na rodovia Rachid Rayes, em Marília.

As crianças não usavam as cadeirinhas obrigatórias. O casal que também estava no carro sofreu ferimentos. Na Osvaldo Cruz, em Taubaté, um homem de 67 anos morreu numa colisão entre dois carros.