Curtas – o que houve de mais importante ontem

ÀS SETE - Reforma Trabalhista é aprovada e entra em vigor em 120 dias

Trabalhista aprovada

O Senado aprovou na noite de ontem a reforma trabalhista por 50 votos a 26. O texto altera mais de 100 pontos da Consolidação das Leis do Trabalho e dá poder aos acordos firmados diretamente entre patrões e funcionários. O texto entra em vigor em 120 dias, mas o governo já acordou com os senadores uma série de ajustes via Medida Provisória. A aprovação é uma vitória do governo de Michel Temer e foi conseguida após um dia de muitos protestos, em que senadoras da oposição ocuparam a mesa diretora do Senado por mais de seis horas, impedindo o início da votação.

IPO da BR Distribuidora

O conselho da administração da Petrobras aprovou ontem a aguardada abertura de capital da BR Distribuidora. A empresa é a joia da coroa do plano de desinvestimentos da estatal, que prevê até 21 bilhões de dólares em vendas até 2018. A BR Distribuidora deve entrar no Novo Mercado da B3, em que as empresas precisam ofertar ao menos 25% de suas ações. A Petrobras afirmou, em nota, que “todos os atos necessários para a realização da oferta estarão sujeitos à aprovação dos órgãos internos da Petrobras e da BR, bem como à aprovação dos respectivos entes reguladores”.

Intermédica sem IPO

A operadora de planos de saúde NotreDame Intermédica anunciou que não vai realizar a abertura do capital na bolsa de valores. Em comunicado, a companhia informou que deixou de lado a ideia pelo “atual cenário político-econômico do país”. “Entendemos que interromper momentaneamente esse processo é o melhor caminho a seguir, visando, assim, prepararmo-nos para um momento de mercado mais oportuno para a abertura de capital”, informou a NotreDame Intermédica em comunicado enviado ao jornal Valor. Apesar da saída, outras ofertas estão de pé e é esperado que, até o final do mês, o varejista Carrefour, o grupo de energia Omega, a farmacêutica Biotoscana e a seguradora IRB Brasil farão uma oferta inicial de ações em operações que devem movimentar cerca de 10 bilhões de reais.

Safra recorde?

O Brasil projeta um recorde na safra de grãos em 2017. As estimativas continuam aumentando e os últimos números levantados pelo IBGE apontam para uma produção total de cereais, leguminosas e oleaginosas de 240,3 milhões de toneladas. O resultado, além de ser recorde, é 30,1% maior do que o da safra do ano passado, que alcançou 184,7 milhões de toneladas. Em evento, o Banco do Brasil informou nesta terça-feira que destinará 103 bilhões de reais em crédito rural à safra 2017/2018, sendo 91,5 bilhões de reais em crédito rural aos produtores e cooperativas e 11,5 bilhões a empresas da cadeia do agronegócio.

Denúncia contra Temer

Deputados federais da oposição decidiram entrar com mandado de segurança no Supremo Tribunal Federal contra as trocas de parlamentares promovidas por líderes do governo na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara para favorecer o presidente Michel Temer. “No nosso entendimento, é uma fraude para alterar o resultado que será alcançado com a composição original da comissão”, disse o deputado federal Alessandro Molon (Rede-RJ), que lidera o grupo. Só nesta segunda-feira os líderes partidários trocaram nove membros que não abriram o voto ou disseram que votariam pela admissibilidade da denúncia contra o presidente por corrupção passiva. Sem as mudanças, opositores contabilizavam vitória na CCJ por 36 a 30. Agora admitem que o governo tem cerca de 39 votos.

20 anos em um

O presidente Michel Temer disse, nesta terça-feira, que tem orgulho de presidir o Brasil e ter feito tanto “como não se fez nos 20 anos passados”. “Estou falando de um governo que tem sido vítima de contestações naturais da democracia, enquanto uns protestam, a caravana passa, e a caravana está passando”, disse em discurso no lançamento do Programa Nacional de Regularização Fundiária. O peemedebista aproveitou o palanque também para comentar a sessão desta segunda-feira, em que o relator Sergio Zveiter (PMDB-RJ) votou pela admissibilidade da denúncia contra o presidente por corrupção passiva na Comissão de Constituição e Justiça. “Quero agradecer enormemente àqueles que no dia de ontem usaram da sua palavra, da sua oratória, da sua emoção e mais particularmente da sua indignação contra o que ouviram ontem na comissão”, disse. “Uma indignação contra uma ‘injustiça contra o país’.”

120 milhões de dólares

De acordo com depoimento do doleiro Renato Chebar, o saldo em contas no exterior do ex-governador do Rio de Janeiro Sergio Cabral (PMDB) chegou a 120 milhões de dólares depois de rendimento de investimentos feitos com o dinheiro desviado. O doleiro Renato Chebar era o responsável por transformar o dinheiro vivo dado por operadores de Cabral em créditos fora do país. “Comecei a não dar conta do serviço. O esquema ficou grandioso para mim”, disse a respeito dos repasses, que chegaram a 1 milhão de reais por mês enquanto Cabral era governador. “Nesse período, fiquei com medo de guardar aquele dinheiro todo. Como ia transportar com segurança? Eu não tinha um esquema de segurança, carros fortes. Era um esquema muito maior do que eu tinha condição”. Chebar prestou depoimento ao juiz da 7ª Vara Federal Criminal, Marcelo Bretas, nesta terça-feira.

Olimpíada em Paris e Los Angeles

O Comitê Olímpico Internacional (COI) decidiu nesta terça-feira que Paris e Los Angeles receberão os Jogos Olímpicos de 2024 e 2028. A ordem das cidades-sede ainda vai ser definida em reunião marcada para o dia 13 de setembro em Lima, no Peru. A definição das cidades aconteceu porque os membros do COI optaram por atribuir não apenas uma edição, mas duas, selecionando as candidaturas que persistiram até o final do processo de disputa que inicialmente era apenas para o evento de 2024.

Líder do Estado Islâmico morto?

A ONG Observatório Sírio de Direitos Humanos, que acompanha a guerra na Síria, afirmou nesta terça-feira que o líder supremo do Estado Islâmico, Abu Bakr al Bagdadi, está morto. As circunstâncias da morte ainda não estão claras. Fontes do Observatório na cidade síria de Deir al-Zor disseram ter sido informadas por integrantes do Estado Islâmico sobre a morte do líder. O governo americano diz não ter informações que confirmem a morte. O Ministério de Defesa da Rússia afirmou, em 16 de junho, que um ataque aéreo russo realizado no fim de maio pode ter matado Baghdadi em Raqqa, na Síria.

Os e-mails de Trump Jr.

Donald Trump Jr., filho do presidente dos Estados Unidos, divulgou nesta terça-feira uma série de e-mails trocados com um publicitário com fontes na Rússia sobre informações que poderiam ser usadas contra a candidata democrata Hillary Clinton durante a campanha eleitoral. As conversas começaram no dia 3 de junho do ano passado e confirmam uma reportagem do jornal americano The New York Times que denunciava Trump Jr. de estar em contato com russos para tentar favorecer o pai na disputa. Trump Jr. usou sua conta no Twitter para divulgar as conversas com o publicitário britânico Rob Goldstone, que teria sido parceiro de negócios dos Trump na organização do concurso de Miss Universo de 2013, sediado na Rússia.

Odebrecht: corrupção no Peru

O ex-presidente do Peru, Ollanta Humala, e sua esposa, Nadine Heredia, tiveram prisão preventiva pedida pelo Ministério Público do país. O casal é acusado de ter recebido verbas de forma irregular da empreiteira brasileira Odebrecht na campanha eleitoral de 2011. Os dois serão ouvidos na manhã desta quarta-feira pelo juiz Richard Concepción, que investiga o pagamento de propinas pela empresa no Peru, e decidirá se vai aceitar o pedido do Ministério Público. Em fevereiro deste ano, o juiz decretou a prisão preventiva do ex-presidente Alejandro Toledo por suspeita de envolvimento ilícito com a Odebrecht.