Tiririca desiste de vez da Câmara dos Deputados

Palhaço garante que não será candidato à reeleição em 2014 e vai se desfiliar do partido. Prefere voltar ao mundo artístico - que lhe rende mais dinheiro, inclusive

São Paulo – Ele já vinha ameaçando fazia algum tempo, mas agora é certo: o deputado – e palhaço – Tiririca disse que não estará na Câmara em 2015. Para quem quiser ouvir, o parlamentar e artista tem dito que não tentará a reeleição em 2014 e, mais, irá se desfiliar do PR, partido que lhe serviu de abrigo no último pleito.

“Não dá para fazer muita coisa (aqui)”, disse à Folha de S. Paulo ontem, quando esteve na Câmara para a eleição que levou o peemedebista Henrique Eduardo Alves à presidência (Tiririca votou no segundo colocado, seu amigo Júlio Delgado, segundo a Folha). 

Mas engana-se quem acredita que a desilusão com a política é a única razão para tirá-lo de lá: Tiririca quer voltar a fazer graça por aí. Isto é, shows.

“Quero dar uma guinada na minha carreira artística”, afirmou ao site de Veja ontem.

O fato é que Tiririca não conseguiu conciliar a carreira de palhaço com a de deputado. Esta última lhe rende 26,7 mil reais mensais. A artística lhe permite mais.

Ele diz também que quer passar mais tempo com a filha de 3 anos. Ele é pai de outros cinco.

O parlamentar não quer, no entanto, deixar a Casa de mal com os colegas, afirmando que “eles trabalham para caramba”.

Mesmo assim, não conseguiu aprovar nenhum de seus projetos, como pensou que faria. Certa vez, atribuiu a dificuldade ao fato de haver “outros interesses” envolvidos. Até hoje, nunca subiu à tribuna para fazer um discurso, o que promete fazer se alguma de suas ideias passarem pelo crivo do parlamento.

Famoso pelo lema que o elegeu , “pior que tá não fica”, Tiririca, se sair mesmo, provavelmente o fará com mais moral do quando entrou. Alvo de ações do Ministério Público por supostamente ser analfabeto – o que inviabilzaria sua eleição – foi escolhido como um dos melhores deputados da Câmara no ano passado.