Dólar R$ 3,27 -0,54%
Euro R$ 3,65 0,07%
SELIC 11,25% ao ano
Ibovespa 1,36% 64.085 pts
Pontos 64.085
Variação 1,36%
Maior Alta 4,89% RADL3
Maior Baixa -6,09% JBSS3
Última atualização 26/05/2017 - 17:20 FONTE

Temer reúne-se com STF para discutir violência em prisões

Na última semana, uma série de confrontos em penitenciárias da Região Norte resultou na morte de 87 presidiários

O presidente Michel Temer está reunido com a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, para discutir o Plano Nacional de Segurança e a crise penitenciária.

O encontro, que começou pouco depois das 10h, ocorre na residência da ministra, no Lago Sul, bairro nobre de Brasília.

De acordo com o Palácio do Planalto, Temer e Cármen Lúcia conversaram por telefone ontem à noite e acertaram o encontro neste fim de semana. Temer chegou em um carro sem a identificação oficial da Presidência da República.

Ao longo da primeira semana do ano, uma série de confrontos em penitenciárias da Região Norte resultou na morte de 87 presidiários. No Amazonas, 56 detentos morreram numa rebelião no Complexo Penitenciário Anísio Jobim, que começou na noite de domingo (1º) e se estendeu pela madrugada de segunda-feira (2).

Ontem (6), uma chacina deixou 31 mortos na Penitenciária Agrícola de Monte Cristo (Pamc), na zona Rural de Boa Vista, capital de Roraima. Os dois presídios abrigam facções criminosas rivais.

A situação nos presídios da Região Norte levou o governador do Acre, Jorge Viana, a se reunir ontem com a ministra Cármem Lúcia.

O governador se queixou a Cármen Lúcia, que também preside o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), da dificuldade em conseguir a transferência de detentos acusados de narcotráfico para presídios federais. Uma das atribuições do CNJ é fiscalizar o estado do sistema carcerário brasileiro.