Temer reúne quatro ministros em almoço no Jaburu

Participaram três ministros do PSDB e o general Sérgio Etchegoyen

Brasília – O presidente Michel Temer está recebendo neste sábado (27) ministros para um almoço no Palácio do Jaburu, depois de uma semana de crise política.

Participam do encontro os tucanos Antonio Imbassahy (Secretaria de Governo), Bruno Araújo (Cidades) e Aloysio Nunes (Relações Exteriores), além do general Sérgio Etchegoyen (Gabinete de Segurança Institucional).

Aloysio Nunes e o general chegaram ao Jaburu acompanhados de suas mulheres, que foram recebidas pela primeira-dama Marcela Temer.

Um dos convidados, o chanceler negou há pouco, em conversa com o Estado, que sua reunião no final da tarde de sexta-feira com o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Gilmar Mendes, tenha sido para tratar de uma eventual sucessão de Temer.

“Como vou tratar de transição, se sou membro do governo e apoio o presidente?”, questionou Aloysio Nunes. Segundo o ministro, a conversa foi para tratar de acordos internacionais.

Com o agravamento da crise após a divulgação da delação do empresário Joesley Batista, da JBS, e a manifestação de quarta-feira em Brasília, que terminou em confronto e depredação, o Palácio do Planalto passou a semana tentando mostrar “normalidade”.

PSDB e DEM chegaram a ameaçar deixar a base, principalmente por pressão de parlamentares, mas decidiram esperar até o julgamento da ação contra a chapa Dilma Rousseff-Michel Temer, marcado para o dia 6 de junho no TSE.

Pela manhã, o governo anunciou um acordo com parlamentares sobre o Programa de Regularização Tributária (PRT), mais conhecido como Refis, que vinha sendo negociado há quatro dias.