Temer diz que não cogita renunciar e seguirá decisões da Justiça

Presidente também afirmou ainda que não pretende fazer nenhuma mudança em seu ministério por causa das delações da Odebrecht

Brasília – O presidente Michel Temer afirmou nesta quinta-feira que não tem cogitado renunciar e que obedecerá decisão da Justiça no caso de seu mandato ser cassado.

Em entrevista a jornalistas, no Palácio do Planalto, o presidente afirmou ainda que não pretende fazer nenhuma mudança em seu ministério por causa das delações da Odebrecht, cujos vazamentos de informações têm motivado uma série de denúncias envolvendo o próprio presidente e ministros de sua equipe, entre eles o chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, a quem o presidente garantiu no cargo nesta quinta.

Todos os acusados vem negando as denúncias.