Temer diz que base reagiu a nomeação por eleição na Câmara

Partidos do "Centrão" reagiram negativamente à nomeação do líder do PSDB na Câmara, Antonio Imbassahy (BA), para a Secretaria de Governo

O presidente Michel Temer afirmou nesta sexta-feira, em entrevista a uma rádio de Pernambuco, que partidos da base aliada reagiram à possibilidade de o líder do PSDB na Câmara, Antonio Imbassahy (BA), assumir a Secretaria de Governo devido à disputa para a presidência da Casa.

Segundo Temer, não houve qualquer tipo de rejeição diretamente a Imbassahy para ocupar o cargo, que faz a articulação do governo com o Congresso.

O presidente afirmou ainda que não houve um convite formal ao deputado tucano, apenas conversas relativas a ampliação da participação do PSDB no governo.

Partidos do chamado centrão reagiram com ameaças de bloquear a reforma da Previdência no Congresso e levaram Temer a adiar a nomeação de Imbassahy para a Secretaria de Governo, segundo reportagens desta sexta-feira.

Temer disse que vai debater mais o tema na próxima semana antes de tomar uma decisão final.