Temer desiste de ir à abertura do Congresso e manda Padilha

O compromisso chegou a constar na agenda oficial do presidente, mas ele será representado pelo ministro da Casa Civil

Brasília – O presidente Michel Temer desistiu de ir à abertura dos trabalhos do Congresso na tarde de desta quinta-feira, 2 e será representado pelo ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha.

O compromisso chegou a constar na agenda oficial do presidente. A mensagem de Padilha, segundo fontes, deve ter um foco na economia e no apelo aos parlamentares para que o governo siga conseguindo aprovar as medidas consideradas fundamentais para a retomada do crescimento.

Temer costumava ir ao Congresso representando a então presidente Dilma Rousseff, que era bastante criticada pela falta de diálogo com parlamentares.