Dólar R$ 3,27 -0,31%
Euro R$ 3,66 0,08%
SELIC 11,25% ao ano
Ibovespa 1,60% 62.662 pts
Pontos 62.662
Variação 1,60%
Maior Alta 9,53% JBSS3
Maior Baixa -1,42% EMBR3
Última atualização 23/05/2017 - 17:20 FONTE

Temer deseja sucesso a António Guterres no comando da ONU

Por meio do Twitter, Temer comemorou o fato de Guterres ser o primeiro do secretário do "mundo lusófono" a assumir o cargo

O presidente Michel Temer desejou êxito ao novo secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), o português António Guterres.

Por meio do Twitter, Temer comemorou o fato de Guterres ser o primeiro do secretário do “mundo lusófono” a assumir o cargo e elogiou os atributos de o ex-primeiro-ministro português para a nova função.

“António Guterres dedicou-se por anos à solução de conflitos e ao apoio aos refugiados. Que sua capacidade de liderança e de diálogo o inspire à frente da ONU”, escreveu.

Também na rede social, o presidente desejou sucesso à embaixadora brasileira Maria Luiza Viotti, que foi nomeada chefe de gabinete do secretário-geral. Ela atuava antes no Itamaraty como subsecretária para Ásia e Pacífico.

O nome de Viotti foi anunciado no último dia 15 de dezembro por Guterres, junto com outras duas mulheres que vão ocupar o alto escalão de seu gabinete.

Amina Mohammed será vice-secretária-geral da entidade e Kyung-wha Kang, conselheira especial sobre Política.

O novo secretário-geral da ONU cumpriu nesta terça-feira (3) em Nova York, nos Estados Unidos, o seu primeiro dia de trabalho.

Ele dirigiu-se aos funcionários da organização pedindo que ela esteja pronta para responder às ansiedades do mundo.

O novo ocupante do cargo mais alto das Nações Unidas afirmou-se emocionado ao ter o privilégio de poder chamar “colegas” aos funcionários da organização após o ano sabático que acaba de viver.

Ele lembrou os múltiplos desafios que se colocam ao mundo tendo mencionado o aumento das desigualdades e os focos de conflito persistentes, com a ONU a ser o pilar do multilateralismo e os funcionários da mesma os “pilares da organização”. Guterres quer que a entidade esteja pronta a responder às ansiedades dos habitantes do planeta.

*Com informações da Rádio França Internacional