Acusado de matar família brasileira na Espanha é preso em Madri

François Patrick Nogueira Gouveia, sobrinho da família e principal suspeito dos crimes, se entregou no Brasil e foi "voluntariamente depor"

Madri – Patrick Nogueira Gouveia, suspeito de ter assassinado os integrantes de uma família brasileira na Espanha, desembarcou nesta quarta-feira em Madri, após entrar em acordo para se entregar e foi detido por agentes da Guarda Civil do país europeu.

O acusado, de 20 anos, é sobrinho de Marcos Nogueira, um dos mortos, junto com a mulher e os dois filhos do casal, de um e quatro anos de idade, na cidade de Pioz, localizada na província de Guadalajara.

Fontes da investigação disseram à Agência Efe que Patrick decidiu se entregar logo depois de acordo entre o advogado e os investigadores do caso.

Nesta quarta-feira, o acusado, viajou de São Paulo rumo ao aeroporto Adolfo Suárez-Madri Barajas, onde foi detido por agentes da Guarda Civil Espanhola. Patrick seria interrogado ainda nas instalações da corporação no local e depois seria colocado à disposição da justiça.

Os corpos dos quatro integrantes da família brasileira foram encontrados no dia 18 de setembro, em sacos plásticos, no interior da casa em que viviam. A polícia acredita, no entanto, que o crime aconteceu um mês antes.

*Atualizado às 11h24