Dólar R$ 3,27 -0,31%
Euro R$ 3,65 -0,54%
SELIC 11,25% ao ano
Ibovespa 1,65% 62.694 pts
Pontos 62.694
Variação 1,65%
Maior Alta 9,53% JBSS3
Maior Baixa -1,36% EMBR3
Última atualização 23/05/2017 - 17:09 FONTE

SP oferece R$ 50 mil por denúncia de suspeitos de matar ambulante

Os agressores foram reconhecidos por meio de imagens de segurança do Metrô e havia a expectativa de que eles se entregariam à polícia hoje

A Secretaria de Segurança Pública de São Paulo vai oferecer uma recompensa de R$ 50 mil por informações que levem à prisão dos suspeitos da morte de um vendedor ambulante na noite de Natal (dia 25), na Estação Pedro II, no centro da capital paulista. Segundo a secretaria, a resolução será publicada no Diário Oficial de amanhã (28).

A Justiça aceitou o pedido de prisão temporária, feito pela polícia, dos primos Ricardo Martins do Nascimento, de 21 anos, e Alípio Rogério Belo dos Santos, de 26, suspeitos da morte de Luiz Carlos Ruas, de 54 anos.

Os agressores foram reconhecidos por meio de imagens de segurança do Metrô. Havia a expectativa de que eles se entregariam à polícia hoje, mas isso não ocorreu.

Ruas foi espancado e morto, segundo a polícia, por volta das 22h25 de domingo. Segundo testemunhas, o ambulante vendia salgados e refrigerantes do lado de fora da estação quando dois homens se desentenderam com ele e passaram a agredi-lo.

O vendedor tentou correr até a bilheteria da estação, mas foi atingido por vários golpes e caiu no local. Ele foi socorrido e levado a um hospital por agentes de segurança do Metrô, mas não resistiu aos ferimentos.

O caso está sendo investigado pela Delegacia de Polícia do Metropolitano (Delpom). O ambulante, segundo testemunhas, foi espancado e morto após defender moradores de rua, um deles uma travesti, que foram agredidos pelos dois suspeitos.

Uma manifestação foi realizada na tarde de hoje (27) na Estação Pedro II em homenagem a Ruas e outra está agendada para a tarde da próxima sexta-feira (30), no mesmo local.

As informações sobre o paradeiro dos suspeitos podem ser registradas por meio do endereço eletrônico http://www.webdenuncia.org.br. Segundo a Secretaria de Segurança Pública, não há necessidade de fazer cadastro ou de que o autor da denúncia se identifique.

Após concluída a denúncia, a pessoa terá acesso, no site, a uma seção para acompanhar o resultado das informações fornecidas e checar se receberá a recompensa.

Para receber a recompensa, o site fornecerá, na seção de acompanhamento, um número de cartão bancário virtual com o qual o denunciante poderá fazer o resgate total ou em parcelas do valor em qualquer caixa eletrônico do Banco do Brasil, sem a necessidade de que ele se identifique.